Carregando...

Corpo de Mãe Cotinha de Oxalá é enterrado no Cemitério Bosque da Paz, em Salvador

Mãe Cotinha foi enterrada no Cemitério Bosque da Paz, em Salvador — Foto: Divulgação/Casa de Oxumarê

Mãe Cotinha foi enterrada no Cemitério Bosque da Paz, em Salvador — Foto: Divulgação/Casa de Oxumarê

Foi enterrada na tarde desta terça-feira (8), no Cemitério Bosque da Paz, em Salvador, Mãe Cotinha de Oxalá, a mais antiga filha de santo da Casa de Oxumarê. Ela morreu aos 99 anos, na segunda-feira (7), vítima de um infarto.

Maria Isabel Pereira Vargas ocupava o cargo de agbalagba, desde 1983, e era considerada a anciã das anciãs da Casa de Oxumarê, um título considerado raríssimo no candomblé. Mãe Cotinha estava no candomblé há 78 anos.

O falecimento de Mãe Cotinha foi divulgado pela Case de Oxumarê, por meio de postagem em rede social. Na publicação, a Casa lamentou a morte da filha de santo.

"É com profundo pesar e tristeza que comunicamos o falecimento da agbalagba, a anciã das anciãs da Casa de Oxumarê. A Casa de Oxumarê e toda sua familha entra em Estado de luto, a maior de suas bibliotecas viva foi incinerada, a Mãe das mães foi para o Orun de encontro aos nossos ancestrais. Olorun Kosi Pure", publicou nas redes sociais.

Mãe Cotinha de Oxalá morre aos 99 anos em Salvador — Foto: Redes Sociais

Mãe Cotinha de Oxalá morre aos 99 anos em Salvador — Foto: Redes Sociais

Veja mais notícias do estado no G1 Bahia.

Assista aos vídeos do G1 Bahia e TV Bahia

24 vídeos

Ouça o podcast do G1 Bahia


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*