Carregando...

Bahia desmobiliza leitos após queda no número de infectados com Covid-19 no estado

Leitos voltados para pacientes com coronavírus começam a ser desmobilizados em Salvador

Leitos voltados para pacientes com coronavírus começam a ser desmobilizados em Salvador

A Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) já desmobilizou 1.657 leitos para pacientes com Covid-19 após a redução no número de infectados no estado. O órgão de saúde afirma que a maioria foi revertida para pacientes sem a doença.

Após atender 2.840 pacientes, o Hospital de Campanha da Arena Fonte Nova foi desmobilizado. A unidade, montada para ser uma das referências para atendimento a pacientes diagnosticados com Covid-19, funcionou em dois períodos na arena esportiva, em Salvador. No ano de 2020, no período de 7 de junho a 16 de outubro, e em 2021, de 4 de março a 6 de setembro.

Com a desmobilização do hospital, que chegou a contar com 200 leitos, os equipamentos serão redistribuídos para as diversas unidades de assistência da rede da Sesab. Apenas o tomógrafo ficará até dezembro no espaço cedido pela Arena Fonte Nova, caso haja uma eventual necessidade de reativação da unidade. Além do equipamento, a rede de gases também será mantida.

"A pandemia demonstrou que as ondas vêm e vão. A gente tem visto os Estados Unidos, o Reino Unido, alguns países já mostram sinais que parece que agora a gente consegue controlar, mas enquanto too planeta estiver vacinado, corremos o risco", disse a secretária da Saúde da Bahia em exercício, Tereza Paim.

"A desmobilização da arena pode ser temporária, porque ela pode ser revertida novamente para novos leitos".

Bahia desmobiliza leitos após queda no número de infectados com Covid-19 no estado — Foto: Divulgação / Sesab

Bahia desmobiliza leitos após queda no número de infectados com Covid-19 no estado — Foto: Divulgação / Sesab

No auge da pandemia, a Bahia chegou a contar com 1.624 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 1.835 clínicos. Atualmente são 905 de UTI e 897 clínicos. De acordo com a Sesab, ao todo, foram desmobilizados 719 leitos de UTI e 938 clínicos.

"A população ficou em casa, muitas pessoas com AVC, hipertensão, diabetes, hoje precisam de leitos de UTI também. Então, a gente na medida que está desmobilizando os leitos de UTI Covid, está revertendo a maioria deles para não Covid", afirmou Tereza Paim.

Com o recuo da doença, a Prefeitura de Salvador também fez desmobilizações graduais. Nesse momento, já foram desativados os gripários dos bairros de São Cristóvão, Pirajá, Paripe e Ilha de Bom Jesus dos Passos, além da Unidade de Suporte Ventilatório de Valéria, Hospital Evangélico, Santa Clara e o Hospital de Campanha de Itapuã.

No auge da pandemia, Salvador chegou a contar com 266 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 331 clínicos. Atualmente são 69 de UTI e 91 clínicos.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), ao todo, foram desmobilizados 197 leitos de UTI e 240 clínicos.

Veja mais notícias do estado no G1 Bahia.

Assista aos vídeos do G1 e TV Bahia 💻

29 vídeos

Ouça 'Eu Te Explico' 🎙


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*