Carregando...

Cidade no oeste da Bahia fica em 2º lugar no ranking de produção agrícola do Brasil

Cidade no oeste da Bahia fica em 2º lugar no ranking de produção agrícola do Brasil — Foto: Divulgação/Adab

Cidade no oeste da Bahia fica em 2º lugar no ranking de produção agrícola do Brasil — Foto: Divulgação/Adab

São Desidério, no oeste da Bahia, ficou em segundo lugar no ranking nacional de produção agrícola. O município teve o valor da produção de R$ 4,6 bilhões, em 2020, uma alta de 44,6% em relação ao ano anterior.

As informações são da pesquisa da Produção Agrícola Municipal (PAM), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), e foram divulgadas nesta quarta-feira (22). Ela investiga 66 produtos em todos os municípios do país. Desses, 45 são cultivados na Bahia, e 38 apresentaram crescimento no valor de produção entre 2019 e 2020.

Segundo os dados da pesquisa, o volume de soja produzido em São Desidério cresceu 15,0%, totalizando 1,5 milhão de toneladas em 2020, com um valor da produção de R$ 2,5 bilhões, 76,2% maior que o de 2019. O município passou de 6º a 3º maior produtor de soja do país.

O milho também teve uma safra maior no município, em 2020, e chegou a 379 mil toneladas (+12,0% do que em 2019), com um valor de R$ 299 milhões, 75,7% acima do gerado no ano anterior.

Além disso, apesar da queda na produção do algodão herbáceo - que recuou 8,3% entre 2019 e 2020, em São Desidério, chegando a 543,7 mil toneladas -, o valor de produção gerado cresceu 9,3%, o que resultou em R$ 1,6 bilhão.

De acordo com o IBGE, entre 2019 e 2020, o valor da produção agrícola baiana apresentou o maior crescimento em 26 anos (+41,9%), chegando a R$ 27,5 bilhões, um recorde desde 1994. No Brasil, o valor gerado foi de R$ 470,5 bilhões, 30,4% maior do que o de 2019.

Segundo a pesquisa, o aumento absoluto do valor gerado pela agricultura na Bahia, comparado a 2019, foi de R$ 8,1 bilhões, o 6º maior do país. Mato Grosso (mais R$ 20,9 bilhões), Paraná (+R$ 19,2 bilhões) e Minas Gerais (+R$ 13,3 bilhões) lideraram nesse indicador, enquanto Rio Grande do Sul (menos R$ 2,8 bilhões) e Amazonas (menos R$ 86,5 milhões) foram os únicos estados onde houve queda, entre os anos de 2019 e 2020.

Veja mais notícias do estado no g1 Bahia.

Assista aos vídeos do g1 e TV Bahia 💻

58 vídeos

Ouça 'Eu Te Explico' 🎙


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*