Carregando...

'Dói demais saber que ela não vai voltar', relata mãe de adolescente morta a caminho da escola na BA após receber mochila da jovem

Pais de Cristal Pacheco falam sobre a perda da filha — Foto: Reprodução/TV Bahia

Pais de Cristal Pacheco falam sobre a perda da filha — Foto: Reprodução/TV Bahia

Sandra Rodrigues, mãe da adolescenteCristal Rodrigues Pacheco, de 15 anos, morta durante um assalto no Centro de Salvador, falou, nesta quinta-feira (4), sobre o sentimento de ter contato com os objetos da filha, após receber a mochila que ela usava no dia do crime.

"Desarrumar a mochila, ver também as roupinhas dela, o cheirinho dela que não vou sentir mais. Isso está me machucando muito, me fragilizou demais. Eu já não estava bem e agora só de mexer e ver as coisas... Dói demais saber que ela não vai voltar", desabafou.

Ainda nesta quinta-feira, a Justiça determinou a prisão preventiva de uma das mulheres envolvidas na morte da adolescente. Ela foi identificada como Andréia Santos Carvalho e é procurada pela polícia.

A comparsa dela, Gilmara Daiam de Sousa Brito, foi detida no mesmo dia do crime. Ainda não há confirmação sobre o mandado de prisão dela. No entanto, ela passou por audiência de custódia nesta manhã.

Por volta do meio-dia, Gilmara foi levada para o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), onde passará por um novo exame de corpo de delito. A previsão é de que, durante esta tarde, Gilmara seja encaminhada ao Complexo Penitenciário da Mata Escura, onde ficará detida para responder pelo crime.

As investigações seguem para identificar qual das duas foi a responsável pelo disparo que matou a adolescente. A arma do crime ainda não foi encontrada. Em depoimento à polícia, Gilmara confessou ter participado do assalto, mas negou que tivesse sido ela a atirar na vítima.

Cristal Rodrigues Pacheco foi morta aos 15 anos, a caminho da escola no Centro de Salvador — Foto: g1/Arquivo pessoal

Cristal Rodrigues Pacheco foi morta aos 15 anos, a caminho da escola no Centro de Salvador — Foto: g1/Arquivo pessoal

Na noite da última quarta-feira (3), Sandra falou sobre o momento em que a filha foi baleada e não resistiu, ainda na calçada da rua onde foi ferida.

"Eu vi o disparo e vi minha filha desfalecendo. Elas não levaram nada, saíram correndo para o outro lado da rua e eu fui tentar aparar minha filha. Infelizmente foi tudo tão rápido, ela foi a óbito e meu desespero foi tamanho", relembrou.

Sandra Rodrigues levava Cristal e a outra filha, de 12 anos, para a escola, a pé, quando as três foram abordadas pelas suspeitas. Sandra e a filha mais nova não tiveram ferimentos.

Segundo a mãe de Cristal, uma das mulheres deu voz de assalto e ela respondeu que não tinha celular. "Ela [uma das assaltantes] disse: 'Você tem um relógio e tem a aliança'. Abaixou a cabeça e me mostrou realmente uma arma de fogo que era pequena. Ela também estava com uma faca estilo açougueiro, com um cabo branco. Eu sei que no manuseio [da arma] ela acabou acertando minha filha, que estava um metro afastada de mim, encostada no muro".

Após o disparo, a dupla fugiu e Sandra tentou socorrer a filha. A mãe da estudante contou que nesta quarta-feira prestou depoimento à polícia sobre o caso. Ela também falou sobre o sofrimento pela perda da filha e o carinho que tem recebido das pessoas que se solidarizaram diante da dor que ela sente.

"É muito doloroso ainda, tudo muito recente. Uma ferida que não vai cicatrizar facilmente. Eu, minha família, meu esposo e principalmente minha pequena, que presenciou todo o acontecido, estamos sofrendo muito", disse Sandra Rodrigues.

Suspeita presa

Suspeitas de matar adolescente durante assalto em Salvador — Foto: g1/Arquivo pessoal

Suspeitas de matar adolescente durante assalto em Salvador — Foto: g1/Arquivo pessoal

A mulher que foi presa por envolvimento na morte da adolescente Cristal Rodrigues Pacheco, respondia em liberdade pelos crimes de roubo e tráfico de drogas.

A informação foi divulgada pela Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), nesta quarta-feira. Além disso, a SSP detalhou em nota que ela era considerada foragida desde março deste ano, por um mandado de prisão relativo a outra prisão por tráfico.

Ao todo, ela foi presa três vezes, nos anos de 2011, 2015 e 2017. Identificada pelo prenome Mara, a mulher tem 31 anos e confessou, em depoimento à polícia, ter participado do crime, mas negou que tivesse sido ela a atirar na vítima.

Cristal Rodrigues Pacheco foi morta aos 15 anos, em um assalto no Centro de Salvador — Foto: g1/Arquivo pessoal

Cristal Rodrigues Pacheco foi morta aos 15 anos, em um assalto no Centro de Salvador — Foto: g1/Arquivo pessoal

O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) pediu à Justiça a prisão preventiva de Mara e da segunda envolvida no crime, que é procurada pelas polícias Civil e Militar, desde a manhã de terça-feira, quando a adolescente foi morta.

As investigações seguem para identificar qual das duas foi a responsável pelo disparo que matou a Cristal Rodrigues. A arma do crime ainda não foi encontrada.

Imagens mostram crime

Câmera de segurança registra momento em que adolescente em morta durante assalto na BA

Câmera de segurança registra momento em que adolescente em morta durante assalto na BA

Cristal foi morta enquanto seguia andando para o colégio. O disparo atingiu a adolescente na região do coração. O corpo dela foi sepultado no mesmo dia so crime, horas antes da primeira suspeita de envolvimento no latrocínio ser presa.

Uma câmera de segurança flagrou o momento em que a adolescente de 15 anos foi baleada e morreu. As imagens mostram Cristal, a mãe a irmã caminhando na calçada, quando as três foram abordadas pelas duas mulheres. [Veja o vídeo acima]

As imagens mostraram ainda que as duas suspeitas estavam separadas. Elas esperaram a família se aproximar, e abordaram as três. Uma das mulheres parou na frente de Cristal e anunciou o assalto. A adolescente foi baleada logo em seguida e caiu sentada no chão.

Depois do disparo, as suspeitas deram as costas e atravessaram a rua. O vídeo mostrou ainda que a mãe e a irmã de Cristal tentaram prestar socorro à adolescente.

Um homem que passava no local também ajudou a vítima. Na gravação, um gari aparece. Ele atravessou a pista e foi em direção a adolescente baleada para socorrê-la.

Suspeitas identificadas e vítima antes do assassinato

Imagens mostram momentos antes de adolescente ser morta em assalto, em Salvador

Imagens mostram momentos antes de adolescente ser morta em assalto, em Salvador

As suspeitas de praticarem o crime foram identificadas ainda na manhã de terça. Testemunhas contaram à polícia que após o disparo, elas seguiram em direção ao Largo Dois de Julho. A dupla ainda foi flagrada por outras câmeras de segurança na região.

A câmera de segurança de um restaurante na Avenida Sete de Setembro também registrou a adolescente caminhando, a caminho da escola, minutos antes de ser baleada e morta no assalto. [Veja vídeo acima]

  • 'DEBAIXO DA PORTA DO COMANDANTE-GERAL':Após morte de adolescente em assalto, prefeito critica onda de violência em Salvador
  • 'DAREMOS RESPOSTA À SOCIEDADE': Comandante-Geral da PM promete ação rápida após morte de adolescente

A vítima aparece na gravação com uma blusa branca, o uniforme escolar. Cerca de dois minutos depois que a ela passa com a família, a irmã corre no sentido contrário, aparentando desespero, em busca de ajuda.

O Departamento de Polícia Técnica (DPT) fez a remoção do corpo da adolescente para o Instituto Médico Legal (IML).

Adolescente morre após ser baleada em tentativa de assalto no Centro de Salvador — Foto: Reprodução / TV Bahia

Adolescente morre após ser baleada em tentativa de assalto no Centro de Salvador — Foto: Reprodução / TV Bahia

Veja mais notícias do estado no g1 Bahia.

Assista aos vídeos do g1 e TV Bahia 💻

28 vídeos

Ouça 'Eu Te Explico' 🎙


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*

Últimas notícias








Calendar