Carregando...

Estupro coletivo: vítima fará novo reconhecimento de suspeitos - Notícias - R7 Brasília

A vítima do estupro coletivo ocorrido em Águas Lindas (GO), entorno do Distrito Federal, precisará fazer um novo reconhecimento dos possíveis abusadores. Apesar do encerramento do inquérito, o Ministério Publico de Goiás solicitou a continuidade das investigações para identificar os outros quatro envolvidos.

A mulher, de 25 anos, relata que seis homens a estupraram em uma festa no início de outubro deste ano. Segundo ela, os abusos começaram sob a ameaça de um policial militar do DF com uma arma de fogo, e dois acusados a violentaram mais de uma vez. 

Apenas dois dos envolvidos foram identificados, estão presos e foram indiciados, incluindo Irineu Marques Dias, da PMDF. A nova sessão de reconhecimento acontecerá na segunda semana de novembro, quando a vítima irá comparecer à Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher (Deam) de Águas Lindas.

Segundo o depoimento da vítima que consta no inquérito, na manhã do dia 9 de outubro, após uma festa, duas mulheres a teriam levado para descansar em um quarto, onde o crime aconteceu. Ela conseguiu fugir da casa após aproximadamente 5h, sendo socorrida por pessoas da região e, posteriormente, atendida pelo Corpo de Bombeiros. Ela só conseguiu reconhecer dois suspeitos, e a Polícia Civil continuará a investigação para que os outros participantes sejam identificados.

*Estagiária sob supervisão de Fausto Carneiro.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*