Carregando...

Homem que matou rival enquanto usava tornozeleira é condenado a 13 anos de prisão - Notícias - R7 Brasília

O Tribunal do Júri do Distrito Federal condenou Weverton Oliveira de Sousa pelo assassinato a tiros do desafeto Hélio de Brito Farias. A pena foi fixada em 13 anos de prisão, inicialmente, em regime fechado. O crime ocorreu em 2020, mas a sentença foi proferida na última terça-feira (14).

O réu e a vítima, conhecido como Leleco, estavam em disputa por pontos de venda de drogas em Taguatinga. Um mês antes do assassinato, Weverton Sousa foi preso em uma abordagem policial por portar uma pistola enquanto dirigia uma moto. Ele chegou a ser liberado, mediante o uso de tornozeleira eletrônica.

 Juntamente com um comparsa, Sousa foi até um bar, na QNL 28, onde Leleco bebia na companhia de uma amiga. Da moto, Sousa disparou quatro vezes contra a vítima, que morreu. Logo após os disparos, a dupla fugiu. Para o Ministério Público do DF, o crime foi praticado com emprego de recurso que dificultou a defesa da vítima.

Weverton Oliveira de Sousa está preso desde junho do ano passado, preventivamente, e só poderá pedir a progressão da prisão após cumprir metade da pena.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*