Carregando...

Homem é condenado a 6 anos de prisão por estuprar mulher na Asa Sul, em Brasília - Notícias - R7 Brasília

Um homem foi condenado a seis anos de prisão por estuprar uma mulher na Asa Sul, em Brasília. Wagner de Jesus Cardoso já estava em prisão preventiva e responderá pelo crime em regime semiaberto. Além da reclusão, o réu terá que indenizar a vítima em R$ 5 mil, pelos danos morais causados a ela.

As informações foram divulgadas pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) na quinta-feira (13). A decisão foi da 14ª Promotoria Criminal de Brasília, que analisou o caso ocorrido em junho deste ano, na área verde entre as quadras 713/913 Sul. De acordo com a denúncia, Wagner abordou a vítima com uma faca enquanto ela seguia para o trabalho.

O réu teria ameaçado machucar a mulher caso ela reagisse e manteve a faca em seu pescoço. Segundo as investigações, ele a teria obrigado a praticar atos sexuais. Após o abuso, o homem insistiu para que a vítima seguisse na direção contrária, para que ele pudesse fugir. A vítima registrou a ocorrência na 1ª Delegacia de Polícia (Asa Sul).

O homem foi preso em flagrante em 24 de junho, após ser identificado nas câmeras de segurança pela Polícia Civil. O réu trabalhava em uma universidade próxima ao local do crime. Nos pertences de Wagner, foi encontrada a arma utilizada por ele. Apesar de ter confessado o ocorrido aos policiais durante o flagrante, o homem negou o crime na audiência de custódia.

Leia também: PF abre inquérito para investigar veículo apreendido com R$ 2,5 milhões em espécie

Ele afirma que teria sido torturado pelos policiais para confessar o crime. A alegação foi refutada pelas investigações. Segundo o promotor de justiça Antonio Suxberger, o acusado não esperava uma investigação detalhada do ocorrido. "A sentença atendeu aos reclamos de atenção à vítima e fixou desde logo danos morais em favor dela", avaliou.

*Estagiária sob supervisão de Fausto Carneiro.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*