Carregando...

Em dia de feriado nos EUA, mercado foca em incertezas politica e fiscal no Brasil

Com as bolsas de valores americanas fechadas, por conta do feriado de Ação de Graças, as atenções se voltam para o mercado interno nesta quinta-feira (25).

O minério de ferro e o petróleo em alta ajudaram a bolsa brasileira a fechar no azul na véspera, mas as incertezas na política e na situação fiscal seguem no radar.

Na abertura, o Ibovespa tinha leve alta de 0,19%, aos 104.711 pontos. Já o dólar operava em queda de 0,39%, cotado a R$ 5.5841.

As atenções hoje se voltam para a votação da Medida Provisória do Auxílio Brasil na Câmara dos Deputados, marcada para esta manhã.

A medida trata da substituição do opelo novo programa, que traz incentivos adicionais aos beneficiários, ligados a desempenho educacional, esportes e inserção produtiva.

A comissão de Constituição e Justiça do Senado adiou a votação da PEC dos Precatórios para terça-feira que vem.

O parecer do relator Fernando Bezerra (MDB-PE) desagradou senadores. Entre os pontos criticados, está o de prever que só 60% do espaço fiscal aberto seja carimbado para o Auxílio Brasil, o que abre portas para medidas eleitoreiras.

A principal crítica de economistas está no ponto que prevê mudança na lei de responsabilidade fiscal para permitir que o auxílio seja permanente, mesmo sem indicação de fonte. A avaliação é que o trecho abre brecha para turbinar o programa, sem restrições.

Fontes do mercado e próximas a senadores dizem que vai ser difícil a aprovação da PEC no Senado. Com o impasse, o mercado se mantém no escuro, e a bolsa continua sem perspectivas de melhora.

No noticiário de empresas, vale ressaltar que a Petrobras anunciou seu plano estratégico para o período entre 2022 a 2026, ampliando em 23% investimentos, para valor total de US$ 68 bilhões.

O novo plano tenta deixar a petroleira mais enxuta e focada no pré-sal. Do lado negativo, está prevista a redução da meta de produção para 2,1 milhões de barris por dia.

Mundo

As bolsas estão fechadas nos Estados Unidos nesta quinta-feira, devido ao feriado de Ação de Graças. Na quarta, o mercado recebeu positivamente a bateria de indicadores que foram divulgados: o PIB e a inflação vieram alinhados com as expectativas. Já os pedidos de seguro-desemprego ficaram na mínima em 52 anos.

A ata do Comitê de Politica Monetária do Banco Central americano teve um tom mais duro, com os membros considerando uma redução de estímulos maior e antecipação do início da alta de juros. A ata trouxe cautela e fez os índices na Ásia fecharem de forma mista.

Na Europa, as bolsas sobem, puxadas por ações de tecnologia, vistas como porto-seguro diante do novo avanço da pandemia.

Agenda do Dia

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) acabou de divulgar o IPCA-15, prévia da inflação, que subiu 1,17% em novembro, maior variação para um mês de novembro desde 2002.

O dado ficou levemente acima da expectativa do mercado, de avanço de 1,13%. Em 12 meses a inflação acumula alta de 10,73%. O índice veio sem grandes novidades. Gasolina, botijão de gás, energia e transporte por aplicativo foram destaques de alta. Já os alimentos desaceleraram.

Às 10h30, com a participação do presidente Jair Bolsonaro, será lançado um novo programa de crédito.

(Com informações de Priscila Yazbek / texto publicado por Ligia Tuon)


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*