Carregando...

A empresários, Mantega elogia condução do BC no governo Bolsonaro

Guido Mantega, ex-ministro da Fazenda nos governos de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Dilma Rousseff (PT), elogiou o atual presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, durante um almoço com empresários organizado pelo Grupo Esfera Brasil. As informações foram publicadas pela jornalista Mônica Bergamo, da “Folha de S.Paulo”, e confirmadas pela CNN.

De acordo com relatos, Mantega disse que Campos Neto agiu de maneira correta ao diminuir os juros durante a crise econômica, ao contrário de Henrique Meirelles, que aumentou os juros durante a crise de 2008, enquanto presidia o BC na gestão de Lula.

Ainda de acordo com a fonte, a movimentação dá indícios de uma sinalização do PT para permanência de Campos Neto e a manutenção da atual política do Banco Central, em uma eventual vitória do partido.

Este é mais um aceno do PT sobre o assunto.

No último dia 5 de abril, a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, disse a empresários e integrantes do mercado financeiro que o atual presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, continuará no cargo caso Lula seja eleito e que o ex-presidente será o “homem forte” da economia.

“Eles me disseram que Lula teve o Henrique Meirelles (presidente do Banco Central nos governos Lula) como referência e eu disse a eles que se houve o Meirelles haverá o Roberto Campos Neto, se Lula ganhar pois ele ficará até o final dos seu mandato no Banco Central”, disse Gleisi à época.

O mandato de Campos Neto na presidência do Banco Central vai até 31 de dezembro de 2024, portanto dentro da primeira gestão, caso o PT ganhe as eleições deste ano.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*