Carregando...

Investidores aguardam balanço da Netflix em meio a pessimismo com streamings

A Netflix divulgará os ganhos do primeiro trimestre na tarde desta terça-feira (19), ditando o tom para uma temporada de relatórios financeiros que revelarão muito sobre o estado do streaming.

A gigante do streaming decepcionou os investidores no início do ano com uma perspectiva fraca para seu futuro crescimento de assinantes.

“A sabedoria convencional parece ter mudado da noite para o dia”, e não apenas sobre a Netflix, escreveu William D. Cohan, da empresa do setor de entretenimento Puck, após a última temporada de balanços. Há “muita agitação em Wall Street hoje em dia sobre o modelo de negócios dos streamings”.

Brian Wieser, presidente global de inteligência de negócios do GroupM, chamou isso de “reinicialização” em entrevista ao The Guardian.

Em parte, ele disse, é um “reconhecimento de que o negócio de streaming não é tão bom quanto o de mídia tradicional”. Mas ele também disse que a Netflix continua sendo “uma das empresas de mídia mais valiosas da Terra”, o que ninguém contestaria. Então… como foi o primeiro trimestre?

A Netflix consegue tirar um coelho da cartola?

As ações da Netflix caíram 44% no acumulado do ano, escreveu Georg Szalai, do The Hollywood Reporter, na última segunda-feira, “e poucos em Wall Street esperam que o relatório de assinantes e ganhos do primeiro trimestre da gigante do streaming mude o humor atualmente sombrio dos investidores”.

Com Wall Street se concentrando “em aumentar os gastos com conteúdo original em meio à intensa concorrência no espaço de streaming”, escreveu ele, “a Netflix parece precisar tirar um coelho da cartola como parte de seu último relatório de ganhos para mudar o clima”.

“O mais provável, porém, é que a administração continue a enfatizar o tema do crescimento do streaming”.

A invasão da Ucrânia pela Rússia provavelmente aparecerá na teleconferência de resultados da Netflix, já que a empresa suspendeu seu serviço na Rússia, impactando seu número total de assinantes. E ainda há de se observar os experimentos da empresa, no Chile, Costa Rica e Peru, sobre cobranças por compartilhamento de senhas.

O fator inflação

Um novo relatório da consultoria de mídia Kantar revela dados sobre o Reino Unido, mas poderia ser facilmente aplicado à realidade de outros países. Segundo ele, a inflação crescente obrigou muitas famílias a cortar gastos não essenciais, e as assinaturas de plataformas de streaming de vídeo estão firmemente na linha de fogo.

De acordo com a Kantar, “os britânicos cancelaram cerca de 1,5 milhão de assinaturas nos primeiros três meses de 2022, um aumento de cerca de 500.000 em relação ao trimestre anterior. Mais de um terço o fez para economizar dinheiro”.

 


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*