Carregando...

Trabalhadores da loja da Apple em Maryland votam pela sindicalização pela primeira vez nos EUA

Os trabalhadores da Apple em Maryland, nos Estados Unidos, votaram neste sábado (18) para ingressar em um sindicato, tornando-se os primeiros funcionários de varejo da gigante de tecnologia a se sindicalizar nos Estados Unidos.

Mais de 100 trabalhadores em Towson, perto de Baltimore, “votaram esmagadoramente para ingressar na Associação Internacional de Maquinistas e Trabalhadores Aeroespaciais”, disse o sindicato em seu site.

Os trabalhadores locais, formando a Coalizão de Funcionários do Varejo Organizado, “têm o apoio de uma sólida maioria de nossos colegas de trabalho”, escreveram em uma carta ao CEO da Apple, Tim Cook.

“Isso é algo que não fazemos para não ir contra ou criar conflito com nossa administração”, escreveram.

Um porta-voz da Apple, respondendo ao pedido de comentário da Reuters, disse por e-mail que a empresa “não tem nada a acrescentar no momento”.

Os esforços de sindicalização estão ganhando força em algumas grandes corporações dos EUA, incluindo Amazon.com e Starbucks.

Os trabalhadores da Apple em Atlanta, que buscavam se sindicalizar, retiraram seu pedido no mês passado alegando intimidação.

Alguns atuais e ex-funcionários da Apple no ano passado começaram a criticar as condições de trabalho da empresa online, usando a hashtag #AppleToo.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*