Carregando...

Funcionários do aeroporto de Paris convocam nova paralisação entre 8 e 10 de julho

Trabalhadores do aeroporto de Paris que estão em greve disseram neste sábado (2) que farão outra paralisação no principal aeroporto internacional da capital francesa de 8 a 10 de julho para pressionar por suas demandas salariais, sinalizando mais problemas para os viajantes no início do verão.

Os funcionários de terra do aeroporto Roissy-Charles de Gaulle realizaram uma série de greves para exigir um aumento salarial para amortecer o impacto da inflação, encorajados pela crescente demanda por viagens aéreas e pela escassez de funcionários causada em parte pela pandemia de Covid-19.

A paralisação atual, que começou na quinta-feira, deve continuar até domingo (3), embora a autoridade de aviação civil da França tenha dito que são esperadas menos interrupções.

A operadora de aeroportos ADP ofereceu aos funcionários um aumento salarial de 4% se eles concordassem em encerrar a greve na sexta-feira (1º), mas os trabalhadores rejeitaram a oferta, disse um representante do sindicato à Reuters.

“A maioria dos trabalhadores acha que a oferta não é boa o suficiente”, disse Daniel Bertone, que representa o sindicato CGT. “Eles não confiam na administração e não aceitam a chantagem do ‘é isso ou nada’.”

“Nós informamos a administração sobre um novo plano de greve de 8 a 10 de Julho”, acrescentou Bertone.

Funcionários terceirizados dos aeroportos de Paris planejam outras greves de 13 a 17 de julho.

No sábado, um em cada cinco voos foi cancelado entre as 02h00 e 09h00, horário de Brasília.

A Air France disse que manteve todos os seus voos de longa distância e 90% de seus serviços de média distância.

 

 


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*

Calendar