Carregando...

Índices europeus fecham em alta apesar de temores sobre fornecimento de gás

As ações europeias encerraram abaixo de máximas da sessão nesta segunda-feira (18) depois de notícia de que a russa Gazprom declarou força maior em alguns fornecimentos de gás para a Europa, o que alimentou preocupações sobre uma crise de energia no continente.

O índice pan-europeu STOXX 600, que chegou a subir 1,5% para picos em três semanas mais cedo na sessão, devolveu ganhos e fechou em alta de 0,9%.

A carta vista pela Reuters dizia que a Gazprom, que detém o monopólio das exportações russas de gás por gasoduto, não poderia cumprir suas obrigações de fornecimento devido a circunstâncias “extraordinárias” fora de seu controle.

Uma fonte comercial disse que a carta dizia respeito ao fornecimento através do gasoduto Nord Stream 1, uma importante rota de suprimento para a Alemanha e outros países.

A manutenção que ocorre no Nord Stream 1 está prevista para acabar em 21 de julho, e investidores temem que a Rússia possa impedir a retomada da oferta de gás em meio a sua guerra com a Ucrânia.

Mais cedo os mercados tiveram desempenho positivo diante do alívio de temores sobre um aumento de 1 ponto percentual na taxa de juros pelo Federal Reserve em seu encontro deste mês, em meio ainda a esperanças de mais estímulo na China diante de surtos de Covid-19. Mineradoras lideraram os ganhos com um salto de 3%, seguidas pelas ações de petróleo e gás e bancos, com alta de 2,8% e 2,1%, respectivamente.

  • Em Londres, o índice Financial Times avançou 0,90%, a 7.223,24 pontos;
  • Em Frankfurt, o índice DAX subiu 0,74%, a 12.959,81 pontos;
  • Em Paris, o índice CAC-40 ganhou 0,93%, a 6.091,91 pontos;
  • Em Milão, o índice Ftse/Mib teve valorização de 1,13%, a 21.169,12 pontos;
  • Em Madri, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,22%, a 7.963,10 pontos;
  • Em Lisboa, o índice PSI20 valorizou-se 0,90%, a 5.967,63 pontos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*