Carregando...

Motorista que matou mãe e filho atropelados é condenado a 12 anos de prisão em Indaiatuba

Carro invadiu a calçada e atropelou os clientes de uma lanchonete em uma praça de Indaiatuba — Foto: Reprodução/ EPTV

Carro invadiu a calçada e atropelou os clientes de uma lanchonete em uma praça de Indaiatuba — Foto: Reprodução/ EPTV

O Tribunal do Júri de Indaiatuba (SP) condenou a 12 anos de prisão em regime fechado o réu Rodrigo Fernando Batino, motorista que atropelou e matou mãe e filho que estavam em um trailer de lanches na cidade em março de 2013. O resultado foi proferido na noite desta quinta (23) e cabe recurso.

Helder Bruno Monteiro, advogado de acusação, disse que vai avaliar com a equipe as ações que devem tomar. Para ela, a pena deveria ser maior. "Estou satisfeito com a condenação, com a dosemetria da pena, não".

Na época, a Polícia Militar informou que o Batino, então com 24 anos, perdeu o controle da direção do veículo e colidiu contra o trailer de lanches na calçada da Praça da Liberdade, que fica na Avenida Visconde de Indaiatuba, na Vila Vitória I.

Luiza Helena Munhoz Veiga, de 56 anos, e o filho Ismael Munhoz de Veiga Júnior, de 28 anos, morreram. Outras cinco pessoas ficaram feridas, dentre elas outro filho de Luiza Helena.

Uma testemunha que estava em uma das mesas na frente do estabelecimento relatou, à época, que a família tinha desembarcado do carro para comprar o lanche cinco minutos antes de ocorrer o acidente.

Segundo relatos das testemunhas aos policiais na época, o condutor dirigia em alta velocidade e no carro também havia uma mulher. Com o impacto, a passageira chegou a ser arremessada.

O processo no Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) tramita em sigilo e o g1 não teve acesso ao nome do advogado que atua na defesa de Batino para comentar o resultado do júri.

VÍDEOS: Tudo sobre Campinas e região

200 vídeos

Veja mais notícias da região no g1 Campinas


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*