Carregando...

Vereador e vereadora de Hortolândia são presos em operação contra suposto esquema de 'rachadinha'

Câmara Municipal de Hortolândia — Foto: Reprodução/Google Street View

Câmara Municipal de Hortolândia — Foto: Reprodução/Google Street View

O vereador Enoque Leal Moura (MDB) e a vereadora Márcia Cristina Campos (PSB), ambos de Hortolândia (SP), foram presos na manhã desta quinta-feira (18) pelo Batalhão de Ações Especiais de Polícia (Baep) em uma operação contra um suposto esquema de rachadinha. Um assessor parlamentar também foi alvo de mandado de prisão.

Os mandados foram cumpridos pelo Baep de Piracicaba (SP), após decisão expedida pela 1ª Vara Criminal de Hortolândia. Os três foram levados à Delegacia da cidade.

A rachadinha ocorre quando o gabinete de um parlamentar contrata alguém com a condição de que vai ficar com parte do salário da pessoa. A prática é ilegal.

No inquérito, o Ministério Público (MP) afirma que as investigações apontaram que Enoque, ainda nos primeiros meses do atual mandato, abordou seu chefe de gabinete parlamentar, que é subordinado a ele, e exigiu uma quantia de R$ 1.280.

Ainda segundo o MP, o chefe de gabinete, com medo de ser exonerado, transferiu o valor exigido no dia 19 de fevereiro de 2021.

A prática criminosa teria se repetido outras duas vezes, sendo que na terceira vez, o chefe de gabinete se recusou a repassar o valor. A recusa, de acordo com o Ministério Público, resultou na exoneração do do servidor.

Até a publicação desta reportagem, os motivos da prisão da vereadora e do assessor não haviam sido divulgados. O g1 tenta contato com a defesa dos envolvidos.

VÍDEOS: saiba tudo sobre Campinas e região

50 vídeos

Veja mais notícias da região no g1 Campinas


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*

Últimas notícias








Calendar