Carregando...

Servidores da saúde de Ponta Grossa protestam após prefeitura cortar adicional de insalubridade por Covid

Profissionais da saúde protestam em Ponta Grossa

Profissionais da saúde protestam em Ponta Grossa

Servidores municipais que atuam na saúde de Ponta Grossa, nos Campos Gerais do Paraná, realizaram um protesto contra a medida da prefeitura que cortou o adicional de insalubridade da Covid-19 para os profissionais.

Conforme a prefeitura, a decisão de suspender o pagamento a partir deste mês aconteceu uma vez que todos os servidores municipais da saúde receberam as duas doses da vacina contra a Covid, além da aquisição de novos equipamentos com mais proteção.

Nesta quarta-feira (1º), cartazes foram pendurados e cruzes colocadas em unidades de saúde da cidade para reivindicar a retomada do pagamento do adicional.

A compensação era paga desde agosto de 2020, com retroativo a partir de abril do ano passado, a 1.800 servidores da saúde com atuação na linha de frente da pandemia.

O adicional chegava a 40% do salário dos servidores.

Para a prefeitura, de acordo com dados disponibilizados, o pagamento da compensação representava R$ 387 mil por mês.

  • CORONAVÍRUS NO PARANÁ: Veja as principais notícias
  • ACOMPANHE: Média móvel de mortes e casos no estado
  • VACINAÇÃO NO PARANÁ: Veja perguntas e respostas

Procurada, a administração pública reforçou, ainda, que o dinheiro economizado agora poderá ser investido em outras áreas.

Protesto aconteceu nesta quarta (1º) — Foto: Reprodução/RPC

Protesto aconteceu nesta quarta (1º) — Foto: Reprodução/RPC

Veja mais notícias da região em G1 Campos Gerais e Sul.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*