Carregando...

Polícia conclui inquérito e incidia 5 por assalto com morte de gerente em joalheria em shopping de Fortaleza

Assaltantes fazem vendedora de escudo em loja

Assaltantes fazem vendedora de escudo em loja

Cinco pessoas foram indiciadas pelo assalto que resultou na morte da gerente Carol Rocha, na joalheria de um shopping no Bairro Edson Queiroz, em Fortaleza. Conforme a Polícia Civil, o inquérito policial foi concluído e enviado à Justiça nesta terça-feira (31).

O crime ocorreu em 20 de agosto, quando criminosos invadiram a joalheria no shopping Iguatemi e um dos suspeitos trocou tiros com o segurança da loja. Durante a ação, segundo a delegada responsável pelo caso, Mariana Diógenes, a vítima foi usada como "escudo humano" por um dos criminosos. O momento foi flagrado pelas câmeras de segurança do estabelecimento. (Veja vídeo acima)

A Polícia Civil afirma que dois presos pelo caso foram indiciados por latrocínio (roubo seguido de morte) e os outros três homens vão responder por tentativa de roubo qualificado e associação criminosa.

Polícia divulga imagens dos suspeitos de terem participado da morte de vendedora em shopping de Fortaleza. — Foto: Divulgação/SSPDS

Polícia divulga imagens dos suspeitos de terem participado da morte de vendedora em shopping de Fortaleza. — Foto: Divulgação/SSPDS

Prisões

Quatro suspeitos da morte de vendedora em shopping de Fortaleza são presos

Quatro suspeitos da morte de vendedora em shopping de Fortaleza são presos

Um dia após o crime, quatro homens foram presos em Fortaleza e na cidade de Caucaia, na Região Metropolitana.

Investigações da polícia apontam que uma semana antes os membros da quadrilha visitaram o shopping para planejar o crime e como seria a fuga, conforme a delegada responsável pela investigação do latrocínio. Eles utilizavam ponto eletrônico para manter a comunicação, e o idealizador do crime, Lúcio Mauro, decidiu a função de cada na ação criminosa:

  • Douglas da Silva Dias invadiu o estabelecimento comercial e anunciou assalto, com arma de fogo; ele fez os disparos em troca de tiros com o vigilante da loja;
  • Antônio Duarte Araújo Enéas conduzia veículo para fazer a fuga; ele aguardou os comparsas em um ponto de venda de "espetinho" do lado de fora do shopping;
  • André Luiz dos Santos Nogueira apurou informações e deu apoio logístico aos criminosos;
  • Lúcio Mauro Rodrigues Ferreira planejou como seria o crime.

Já o quinto suspeito de participação no assalto a joalheria foi preso no dia 24 de agosto, quando se apresentou à 7ª Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa e prestou depoimento à Polícia Civil. Ele foi identificado como Antônio Jaderson Lima de Moura.

As informações iniciais apontam que um homem armado entrou no local se passando por cliente, enquanto o outro dava apoio do lado de fora.— Foto: SSPDS

As informações iniciais apontam que um homem armado entrou no local se passando por cliente, enquanto o outro dava apoio do lado de fora. — Foto: SSPDS

Durante as investigações, a polícia descobriu que o grupo têm histórico de crimes e já cometeu, pelo menos, outros dois roubos a uma residência e a uma loja de departamentos. Em dezembro de 2020, Antônio Duarte, André Luiz e Lúcio Mauro foram presos em flagrante e liberados no mesmo dia pela Justiça.

LEIA TAMBÉM:

  • Assaltantes de joalheira em shopping em Fortaleza usaram vendedora que morreu em loja como 'escudo humano', diz delegada
  • Quinto suspeito de assalto a joalheria de shopping em Fortaleza que deixou gerente morta é preso temporariamente
  • Polícia busca mais dois suspeitos por morte de vendedora em shopping de Fortaleza
  • Quatro são presos por suspeita de participação na morte de vendedora em shopping de Fortaleza
  • Presos por morte de vendedora em shopping de Fortaleza usaram ponto eletrônico de comunicação, diz Polícia Civil
  • Assaltantes de joalheira em shopping em Fortaleza usaram vendedora que morreu em loja como 'escudo humano', diz delegada

Latrocínio

Mulher morre após ser baleada em shopping de Fortaleza.

Mulher morre após ser baleada em shopping de Fortaleza.

Carol Rocha foi baleada e morreu no shopping, mesmo recebendo socorro. A informação foi confirmada pela assessoria do estabelecimento. A polícia informou que se trata de um caso de latrocínio (roubo com morte). Clientes e funcionários do shopping foram surpreendidos ao ouvir disparos.

Imagens gravadas por clientes do shopping mostram a equipe de salvamento tentando reanimar a vítima.

O marido de Carol Rocha se manifestou por meio de redes sociais sobre a perda da mulher. Matheus Damasceno relatou a dor de perder a esposa: "Foi tirada de mim a minha melhor parte, o melhor de mim foi arrancado. A minha melhor amiga se foi".

Carol Rocha morreu após ser baleada durante um assalto em um shopping de Fortaleza. — Foto: Arquivo pessoal

Carol Rocha morreu após ser baleada durante um assalto em um shopping de Fortaleza. — Foto: Arquivo pessoal

Assista às notícias do Ceará no G1 em 1 Minuto:

200 vídeos


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*