Carregando...

VÍDEO: macaco-prego faz 'selfie' em câmera de segurança no Ceará

Macaco derruba câmera de videomonitoramento de sítio no Ceará.

Macaco derruba câmera de videomonitoramento de sítio no Ceará.

Um macaco-prego apareceu bem na frente de uma câmera de segurança em um sítio na cidade de Ubajara, na Serra da Ibiapaba, no Ceará, nesta segunda-feira (20). Logo em seguida, mexeu na câmera e fez o objeto girar até cair. O aparelho registrou desde a aparição do animal até as imagens confusas da queda.

Segundo relato de moradores, o macaco passou a "invadir" as dependências do sítio à procura de alimento nos últimos dias. Em uma das visitas, quebrou vasos de plantas, rádio, derrubou baldes e destelhou o deck do sítio. Apesar da bagunça, moradores consideram divertida a presença do animal. (veja vídeo abaixo)

  • Arara aparece voando em vídeo ao lado de carro no litoral do Ceará; assista

Morador do sítio, o técnico em refrigeração Evandro Muniz disse em entrevista ao g1que o macaco chegou a "roubar" uma outra câmera do local e tentou quebrar um coco com o objeto.

"Ele roubou uma das câmeras de segurança. Ele arrancou e sumiu com ela. E quando a gente chama, ele fica aparecendo para nós [...] o macaco está há dias quebrando tudo aqui em casa e roubando tudo". Hoje, veio na lavanderia e roubou produtos de limpeza e espalhou pelo quintal todo", disse, aos risos.

Macaco entrou em sítio e quebrou jarros, radiio e plantas, em Ubajara

Macaco entrou em sítio e quebrou jarros, radiio e plantas, em Ubajara

Macaco apareceu na frente de uma câmera de segurança em sítio no município de Ubajara. — Foto: Reprodução

Macaco apareceu na frente de uma câmera de segurança em sítio no município de Ubajara. — Foto: Reprodução

Busca por alimento

O biólogo Robério Freire Filho explica que o macaco-prego é típico do Ceará e é da espécie Sapajus libidinosus. Segundo ele, eventos do tipo acontecem quando há alguma aproximação entre o ser humano e o animal. A busca por alimento é a principal razão para a "invasão" do macaco.

Ainda segundo Robério, esses animais são inteligentes e conhecidos por usar ferramentas "Um animal muito inteligente, ele tem o cérebro bem grande para o tamanho dele. É conhecido por usar ferramentas para quebrar coco. Eles também usam outras ferramentas para conseguir capturar formigas, cupim, mel, então é um animal que está sempre em busca de recurso natural", disse.

"Esses eventos acontecem porque o animal vive no ambiente dele, ambiente de mata, só que por uma série de questões, inclusive, essa aproximação do ser humano, esses ambientes, a escassez de alimentos também, faz com que o animal vá, de fato, procurar alimentos próximo dos seres humanos, nas casas. Isso geralmente acontece quando eles não são ameaçados, quando eles não são mortos, quando eles não são apedrejados, quando eles não são afugentados daquela região. Geralmente, quando a pessoa permite a aproximação, esses animais tendem a se aproximar", explica.

Assista às notícias do Ceará no g1 em 1 Minuto:

200 vídeos


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*