Carregando...

Piloto do bimotor que caiu em alto-mar foi criado em Corumbá - Cidades - R7 Diário Digital

Um avião bimotor caiu por volta das 21h de quarta-feira (24) na divisa entre os estados de São Paulo e Rio de Janeiro, entre as regiões de Ubatuba e Paraty. Na aeronave havia três pessoas: o piloto Gustavo Calçado Carneiro de 27 anos, o copilotoJoséPorfírio Brito Júnior de 20 e um tripulante identificado como Sérgio.

O voo saiu às 20h30 (horário de Brasília) do Aeroporto dos Amarais, em Campinas, e pousaria no Aeroporto de Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio. A torre do Rio de Janeiro perdeu o contato com a aeronave às 21h40.

Em publicação numa rede social feita por Mylena Oliveira, jovem que se identifica como prima do piloto do suposto avião envolvido na queda. Segundo o post, a aeronave, de prefixo PP-WRS, com três pessoas, precisou realizar um pouso forçado sobre a água na região de Paraty por volta das 20h30 de quarta-feira (24). A família estaria sem notícias do piloto desde as 21h.

O piloto Gustavo Carneiro cresceu em Corumbá (MS). De acordo com o Diário Corumbaense, a família dele continua morando na cidade. A mãe de Gustavo, Leila Reis Calçado relatou que está muito abalada. Ela contou que a família chegou no município quando o filho tinha cinco meses de idade e, que ele foi embora, assim que terminou o ensino médio para cursar Ciências da Aeronáutica. Também fez todos os cursos de aviação para se tornar piloto".

Piloto Gustavo Calçado Carneiro de 27 anos
(Foto: Reprodução)

"Ele sempre foi apaixonado por aviação. Quando criança, eu comprava carrinho, mas ele queria avião de brinquedo", disse a mãe, que recebeu a notícia do acidente ontem à noite quando voltava de um culto em Ladário", contou a mãe de Gustavo.

De acordo com Leila, a última notícia que teve foi pela manhã desta quinta-feira, 25 de Novembro. "Eu não quero ver televisão, não quero ver nada no jornal. Estou rezando porque tenho esperança que vão encontrar meu filho com vida", disse emocionada ao lembrar que o projeto de Gustavo sempre foi montar uma companhia aérea em Corumbá.

As equipes de buscas estão em alto mar entre os municípios de Paraty (RJ) e Ubatuba (SP) onde encontraram destroços da aeronave e procuram pelos os ocupantes.

De acordo com a Anac, a aeronave de modelo PA-34-220T, série 34-8133079, pertence ao piloto José Porfírio de Brito Junior. Não é possível afirmar se o dono estava presente no momento do acidente.

Segundo a Agência, o bimotor está com operação negada para táxi aéreo, mas em situação regular para aeronavegabilidade.

Por meio de nota, o Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro afirmou que a ação de resgate às possíveis vítimas está sendo realizada pelo Centro de Coordenação de Salvamento Aeronáutico, o Salvaero.

(Com informações Portal R7 e Diário Corumbaense)

Copiloto JoséPorfírio Brito Júnior de 20 anos (Foto: Reprodução)

O post Piloto do bimotor que caiu em alto-mar foi criado em Corumbá apareceu primeiro em Diário Digital.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*