Carregando...

Feminicídio: polícia prende homem condenado por matar e enterrar corpo da ex-companheira, no DF

Homem apontado como assassino da ex, por não ter aceitado fim do relacionamento, em imagem de arquivo — Foto: PCDF/Divulgação

Homem apontado como assassino da ex, por não ter aceitado fim do relacionamento, em imagem de arquivo — Foto: PCDF/Divulgação

A Polícia Civil do Distrito Federal, prendeu, neste sábado (16), homem condenado por feminicídio. Cláudio da Silva Rosa, de 45 anos, estava foragido desde o ano passado, após ser sentenciado pela morte de Franciele da Silva Moreira, de 22 anos. O crime ocorreu em 2016 e teve participação do filho dele (veja mais abaixo).

De acordo com informações da Polícia Civil, Cláudio foi encontrado na chácara de familiares, em Brazlândia. Durante a abordagem dos investigadores, ele tentou fugir, porém, acabou preso e está à disposição da Justiça.

  • Mulher é morta a facadas dentro de casa no DF
  • Polícia prende autor do primeiro feminicídio no DF em 2021; homem acumula oito ocorrências de violência doméstica
  • Professora vítima de feminicídio no DF tinha medida protetiva contra ex-companheiro

Os policiais da 18ª Delegacia de Polícia, de Brazlândia, informaram que, em 2018, Cláudio chegou a ser preso com o filho, Wilker da Silva Rosa, à época com 24 anos, que teria ajudado o pai a esconder o corpo de Franciele. Entretanto, ambos receberam o benefício de responder o processo em liberdade.

Porém, em novembro do ano passado, a Justiça sentenciou Cláudio e determinou a prisão preventiva. Ele estava foragido desde então. Ao G1, a Polícia Civil informou que Wilker ainda não foi julgado e responde pelo crime em liberdade.

Relembre o caso

O assassinato de Franciele ocorreu em Brazlândia, em dezembro de 2016. De acordo com a Polícia Civil, Cláudio não aceitava o fim do relacionamento com a mulher. À época, os investigadores informaram que ele tinha passagens na delegacia por furto e ameaça.

Franciele da Silva Moreira, vítima de feminicídio em Brazlândia — Foto: Imagem de arquivo

Franciele da Silva Moreira, vítima de feminicídio em Brazlândia — Foto: Imagem de arquivo

Os policiais também constataram a participação do filho de Cláudio. Segundo os agentes, após matar a vítima, a dupla colocou o corpo, pertences pessoais e a motocicleta dela dentro de uma caminhonete. Em seguida, eles foram às margens da DF-220, em direção ao Poço Azul – zona rural da região.

No local, eles enterraram a vítima com a motocicleta e os outros pertences. À época, os policiais fizeram escavações e contaram com auxílio de cães farejadores do Corpo de Bombeiros para localizar o corpo.

Veja vídeos do Monitor da Violência

65 vídeos

Leia mais notícias sobre a região no G1 DF.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*

Últimas notícias








Calendar