Carregando...

Ministério Público do DF abre inquérito contra policial civil embriagado que causou acidente com viatura

Policial Civil dirigia sob efeito de álcool confirmado; imagem de arquivo — Foto: TV Globo/Reprodução

Policial Civil dirigia sob efeito de álcool confirmado; imagem de arquivo — Foto: TV Globo/Reprodução

O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) instaurou um inquérito contra um policial civil que se envolveu em um acidente de trânsito enquanto dirigia, sob efeito de álcool, uma viatura da corporação. A abertura da investigação foi publicada do Diário Oficial da União desta terça-feira (8), mas o caso ocorreu em maio de 2018.

À época, o agente Fernando Lourenço Souza Rodrigues, aos 31 anos, estava em estágio probatório – período dos primeiros dois anos no cargo. Ele chegou a ser preso, mas foi liberado na mesma semana, após pagar fiança.

Para os promotores do Núcleo de Investigação e Controle Externo da Atividade Policia, o agente foi quem causou o acidente e deve responder por ato de improbidade, já que provocou danos ao patrimônio no DF ao bater o carro oficial.

O G1 questionou a Polícia Civil sobre o caso, mas não obteve resposta. A reportagem não conseguiu contato com a defesa do policial.

Ressarcimento

Em um ofício enviado à Polícia Civil, os promotores citam que a Corregedoria da corporação – responsável por investigar os servidores e tomar providências – só abriu uma sindicância sobre o caso em fevereiro de 2020, quase dois anos após o acidente, embora já existisse uma determinação para tal desde 2018. O MP pede que a corporação justifique a demora.

Em uma audiência realizada em 2019, no Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJDFT), ficou registrado que duas vítimas do acidente foram ressarcidas. Os promotores pedem a confirmação do pagamento, além de questionar se o agente foi cobrado também pelos danos na viatura.

Leia mais notícias sobre a região no G1 DF.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*