Carregando...

No DF, 22% da população recebeu 1ª dose da vacina contra Covid, diz Secretaria de Saúde

Profissional de saúde manuseia vacina contra Covid-19 no DF — Foto: TV Globo / Reprodução

Profissional de saúde manuseia vacina contra Covid-19 no DF — Foto: TV Globo / Reprodução

O Distrito Federal vacinou mais 12.341 pessoas nesta segunda-feira (7). No total, 698.243 foram contempladas com a primeira dose da vacina contra a Covid-19 desde o início da campanha, em janeiro, o que corresponde a 22,8% da população, segundo a Secretaria de Saúde.

Entre os atendidos, 326.127 receberam a segunda aplicação e, portanto, concluíram a imunização. Desse modo, é possível dizer que 10,7% dos moradores da capital estão vacinados.

  • Confira a lista de comorbidades
  • Clique aqui para agendar a imunização
  • Maioria das capitais já está vacinando adultos com menos de 60 anos sem comorbidades contra a Covid-19; veja a situação

ATUALIZAÇÃO: Na manhã desta terça, a Secretaria de Saúde (SES-DF) informou que 329.095 haviam tomado as duas doses. Porém, no início da tarde, a pasta corrigiu o dado para 326.127. Segundo a SES-DF, "houve um erro na digitação dos dados de uma região de saúde".

Nesta terça-feira (8), pessoas com 58 anos começaram a receber a primeira dose do imunizante. O agendamento para esse grupo, obrigatório, começou às 17h de segunda (7), mas foi suspenso na manhã desta terça. A secretaria, no entanto, não informou os motivos.

Segundo dados da Companhia de Planejamento do DF (Codeplan), 28,9 mil moradores da capital têm 58 anos. Entre eles, 8,4 mil já foram atendidos por terem comorbidades ou por atuarem como profissionais de áreas já contempladas na campanha de imunização.

Público-alvo

Além das pessoas com 58 e 59 anos, também fazem parte do público-alvo da vacinação profissionais de saúde, profissionais da segurança pública, aeroportuário, rodoviários, grupo com comorbidades a partir dos 18 anos e pessoas com deficiência. Para eles, o agendamento também é obrigatório.

  • DF inicia vacinação contra Covid para pessoas com 59 anos

A campanha segue sem a necessidade de marcar horário para as pessoas com 60 anos ou mais e gestantes e puérperas com comorbidades. Os locais de vacinação estão disponíveis no site da Secretaria de Saúde.

Doses

No DF, estão sendo aplicadas doses das vacinadas CoronaVac – produzida pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac–, Covishiel,da farmacêutica AstraZeneca, em parceria com a Universidade de Oxford; e Pfizer – feita pela farmacêutica norte-americana Pfizer, em parceria com o laboratório BioNTech.

Até a publicação desta reportagem, a Secretaria de Saúde não havia informado o estoque de cada imunizante.

  • No DF, 80 pessoas receberam doses de vacinas contra Covid de fabricantes diferentes

Por que são necessárias 2 doses da vacina contra Covid; entenda

Por que são necessárias 2 doses da vacina contra Covid; entenda

Todas as vacinas usadas na capital são aplicadas em duas fases. No caso da CoronaVac, o prazo entre uma dose e outra varia de 14 a 28 dias. Já para a vacina AstraZeneca/Oxford, o intervalo é de até 90 dias.

Em relação à da Pfizer, a bula do fabricante diz que o imunizante deve ser aplicado em um "intervalo maior ou igual a 21 dias entre a primeira e a segunda dose". Mas, no Brasil, o Ministério da Saúde recomendou que a vacina seja administrada em um intervalo de 12 semanas (três meses), com base em uma experiência feita no Reino Unido.

  • Pfizer: intervalo de três meses entre doses pode aumentar as respostas de anticorpos, diz estudo preliminar

Doses por região

A quantidade de doses aplicadas por região do DF também não foi disponibilizado pela Secretaria de Saúde até o começo da manhã desta terça-feira (8). O G1 aguarda um posicionamento da pasta.

Leia mais notícias sobre a região no G1 DF.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*