Carregando...

Vacina contra gripe: DF começa imunização de pessoas com deficiência, forças de segurança, motoristas e caminhoneiros

Homem é vacinado contra a gripe — Foto: TV Globo/ Reprodução

Homem é vacinado contra a gripe — Foto: TV Globo/ Reprodução

Começa nesta quarta-feira (9), a vacinação contra a gripe para um novo grupo de moradores do Distrito Federal. Nesta etapa, segundo a Secretaria de Saúde, a meta é imunizar 342.327 pessoas do novo grupo prioritário, além daqueles que não procuraram os postos de vacinação nas duas fases anteriores.

A terceira fase da campanha vai até o dia 9 de julho. Ao todo, 100 salas de vacina aplicam o imunizante.

  • Veja aqui os endereços das salas de vacina contra a gripe no DF

Fazem parte da terceira fase da campanha:

  1. Pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais
  2. Pessoas com deficiência permanente
  3. Forças de Segurança e de Salvamento
  4. Forças armadas
  5. Caminhoneiros
  6. Trabalhadores do Transporte Coletivo
  7. Trabalhadores portuários
  8. Funcionários do sistema prisional
  9. Adolescentes e jovens, entre 12 e 21 anos, sob medida socioeducativa e privados de liberdade

Influenza

Doses da imunização contra o vírus Influenza— Foto:Rovena Rosa/Agência Brasil

Doses da imunização contra o vírus Influenza — Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

A influenza é uma infecção respiratória aguda, causada pelos vírus A, B, C e D. "O vírus A está associado a epidemias e pandemias, tem comportamento sazonal e apresenta aumento no número de casos entre as estações climáticas mais frias", explica a Secretaria de Saúde do DF.

"Assim como a Covid-19, a influenza é uma doença perigosa e que requer atenção quanto aos cuidados com a higiene", diz a enfermeira da área técnica de imunização da secretaria, Fernanda Ledes. Ela aponta que a doença também leva a hospitalizações, complicações e ao óbito.

"É de extrema importância que todas as pessoas que são grupo prioritário estejam adequadamente vacinadas contra a influenza", diz a enfermeira.

No entanto, o número de pessoas que procuraram os postos, no Distrito Federal, ainda é baixo. Em nenhum dos grupos chegou a atingir 50% do público estimado (veja detalhes abaixo).

Baixa procura

A meta do Ministério da Saúde é alcançar 90% do público-alvo, calculado 1.117.656 de pessoas no Distrito Federal. No entanto, até esta terça-feira (8), segundo a Secretaria de Saúde, nas duas primeiras fases, apenas 339.490 pessoas procuraram os postos.

Veja como foi a procura pela vacina:

  • Crianças entre 6 meses e 6 anos incompletos: 47,8% – 107.632 vacinadas
  • Gestantes: 43,1% – 13.715 vacinadas
  • Puérperas: 45,8% – 2.396 vacinadas
  • Idosos: 40,8% – 141.393 vacinados
  • Professores: 41,5% – 20.562 vacinados
  • Trabalhadores da Saúde: 36,5% – 53.371 vacinados

"Com as baixas coberturas, a Secretaria de Saúde reforça a necessidade de as pessoas contempladas com a vacina procurem a unidade de vacinação mais próxima e se protejam contra o vírus".

Vacina contra gripe e vacina contra Covid-19

Segundo a Secretaria de Saúde, o único cuidado para quem tomou a vacina contra a Covid-19 e vai tomar a vacina contra a gripe – ou o inverso – é prestar atenção no intervalo entre as imunizações. "A vacina contra a influenza não protege contra a Covid e a vacina contra a Covid não protege contra a influenza", aponta a enfermeira Fernanda Ledes.

"Se você é grupo prioritário para as duas vacinas, você deve tomar as duas vacinas respeitando o intervalo de 14 dias entre elas", diz a enfermeira.

Leia outras notícias da região no G1 DF.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*