Carregando...

VÍDEO: por ciúmes, homem segue e esfaqueia ex-mulher e atual companheiro dela, no DF

Homem esfaqueia ex-mulher e atual companheiro no Jardim Botânico, no DF

Homem esfaqueia ex-mulher e atual companheiro no Jardim Botânico, no DF

Um homem, de 46 anos, foi preso nesta terça-feira (21) após esfaquear a ex-mulher, de 41 anos, e o atual companheiro dela, de 57, no Jardim Botânico, no Distrito Federal. Segundo a Polícia Civil, o crime foi cometido por ciúmes e gravado por câmeras de segurança (assista acima). O casal sobreviveu ao ataque.

As imagens mostram que as vítimas estavam em um carro escuro e eram seguidas pelo suspeito, em um veículo branco. Em determinado momento, o homem desceu e esfaqueou diversas vezes o atual companheiro da ex, que dirigia o automóvel.

LEIA TAMBÉM:

  • JUSTIÇA: Primeiro caso de feminicídio cometido por uma mulher no DF vai a júri popular
  • Feminicídio e violência doméstica:entenda interpretação da lei quando agressora é mulher

Segundo a polícia, em seguida, a mulher também foi esfaqueada, mas o trecho não foi divulgado em razão da violência da imagem. O crime foi em 29 de agosto, mas o suspeito só foi detido nesta semana após decretação da prisão preventiva pela Justiça.

Motivação

Homem esfaqueia ex-mulher e atual companheiro dela no DF — Foto: Reprodução

Homem esfaqueia ex-mulher e atual companheiro dela no DF — Foto: Reprodução

As vítimas tinham acabado de estacionar o carro na frente de uma lanchonete, quando foram atacadas pelo suspeito. "Ambos foram esfaqueados. O homem já seguia o veículo das vítimas na intenção de cometer os crimes em questão", diz a Polícia Civil.

Ainda de acordo com a corporação, o agressor manteve um relacionamento de 15 anos com a vítima e queria reatar a relação.

"O criminoso somente cessou as agressões quando populares, que estavam no local, intercederam para socorrer as vítimas", diz o delegado Ulysses Fernandes, da 30ª Delegacia de Polícia, em São Sebastião.

Segundo o delegado, "as investigações demonstram que esse indivíduo agiu assim em virtude da não aceitação de sua ex em reatar o relacionamento, bem como por ciúmes do novo relacionamento que ela vivia".

Após o ataque, as vítimas foram socorridas. Dois dias depois do crime, o suspeito compareceu à delegacia acompanhado de um advogado e foi liberado. A polícia afirma que "logo depois [ele] fugiu para local incerto".

Após a ordem de prisão preventiva, ele acabou localizado pelo investigadores quando trafegava pela DF-463. O homem foi levado para a carceragem da Polícia Civil, e deve responder por tentativa de feminicídio e tentativa de homicídio qualificado. Se condenado, pode pegar até 30 anos de prisão.

Como e onde denunciar violência contra mulheres?

Violência doméstica em imagem de arquivo — Foto: TV Globo /Reprodução

Violência doméstica em imagem de arquivo — Foto: TV Globo /Reprodução

Em meio à pandemia de Covid-19, a Secretaria de Secretaria de Segurança Pública do DF (SSP) tem canais de atendimento que funcionam 24h. As denúncias e registros de ocorrências podem ser feitos pelos seguintes meios:

Delegacias – que são consideradas serviço essencial – continuam funcionando normalmente. Trinta delas atendem em regime de plantão ininterrupto de 24h.

O DF tem duas Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam), na 204/205 da Asa Sul e na QNM 2 de Ceilândia, mas os casos podem ser denunciados em qualquer unidade.

Leia mais notícias sobre a região no g1 DF.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*