Carregando...

VÍDEO mostra técnica de enfermagem morta por dívida a caminho de emboscada no DF

VÍDEO mostra técnica de enfermagem morta por dívida saindo a caminho de emboscada no DF

VÍDEO mostra técnica de enfermagem morta por dívida saindo a caminho de emboscada no DF

Câmeras de segurança do prédio onde morava a técnica de enfermagem Danyanne da Cunha Januário da Silva, de 35 anos, flagraram o momento em que ela saiu de casa, no Riacho Fundo, no Distrito Federal, em 27 de julho (assista acima). Em seguida, ela foi morta em uma emboscada planejada por pessoas conhecidas, por conta de uma dívida.

Segundo a Polícia Civil, Danyanne atuava como agiota e tinha dois cúmplices, que captavam "clientes" para o esquema. Os investigadores afirmam que eles começaram a desviar dinheiro e, para não pagar o débito, decidiram matar a técnica de enfermagem. Dois suspeitos estão presos e um terceiro, que teria sido responsável por atirar contra a vítima, é procurado (veja detalhes abaixo).

LEIA TAMBÉM:

  • ENTENDA:Veja o que se sabe sobre caso
  • DESAPARECIMENTO: Técnica de enfermagem desapareceu em 27 de julho
  • MORTE:Corpo dela foi encontrado na manhã desta quarta-feira (3)
  • INVESTIGAÇÃO:Polícia afirma que ela atuava como agiota

As imagens do prédio mostram Danyanne saindo de casa, por volta das 22h. Em seguida, ela entrou no elevador, mexeu no cabelo e saiu do imóvel. Os criminosos atraíram a técnica de enfermagem afirmando que fariam o repasse semanal dos juros do esquema de agiotagem, como era de costume.

Danyanne da Cunha foi filmada no elevador do prédio onde morava, no Riacho Fundo I, no DF — Foto: Reprodução

Danyanne da Cunha foi filmada no elevador do prédio onde morava, no Riacho Fundo I, no DF — Foto: Reprodução

Por acreditar que o encontro seria rápido, de acordo com a polícia, a vítima deixou o celular em casa, assim como os dois filhos, de 11 e 13 anos.

Investigação e prisão

Técnica de enfermagem atuava como agiota e foi morta por dívida

Técnica de enfermagem atuava como agiota e foi morta por dívida

Danyanne estava desaparecida desde 27 de julho. Na quarta-feira (3), o corpo dela foi encontrado em um terreno na região do Incra, em Brazlândia. Dois homens foram presos por envolvimento no crime: um motorista de aplicativo, de 24 anos, e um funcionário de hamburgueria, de 26 anos.

Segundo a Polícia Civil, o trio atuava com o esquema de agiotagem, mas um dos suspeitos passou a inventar empréstimos e a pegar o dinheiro para si mesmo. A polícia afirma que Danyanne não chegou a cobrar a dívida, mas o suspeito decidiu matá-la para não pagar o débito.

Aos policiais, os criminosos disseram que a dívida era de R$ 35 mil. Mas familiares da vítima afirmaram que ela mantinha todos os empréstimos anotados, e que o valor podia chegar a R$ 80 mil.

Em depoimento, os criminosos disseram que temiam alguma possível retaliação se não pagassem o débito com a mulher. No entanto, os investigadores afirmam que a análise das mensagens entre suspeitos e vítima indica que ela não desconfiava ou tinha feito qualquer cobrança quanto ao dinheiro.

Planejamento do crime

Danyanne da Cunha Januário da Silva desapareceu depois de sair para cobrar dívida, no DF — Foto: Arquivo pessoal

Danyanne da Cunha Januário da Silva desapareceu depois de sair para cobrar dívida, no DF — Foto: Arquivo pessoal

Segundo o delegado Lúcio Valente, da 29ª DP, cerca de duas semanas antes do crime, um dos suspeitos passou a falar com o outro que queria "dar um fim" em Danyanne. A polícia afirma que eles foram ao local onde a vítima foi executada, para avaliar o espaço.

No dia do crime, os suspeitos entraram em contato com a mulher, dizendo que fariam o repasse do dinheiro do esquema. No local marcado, um terceiro homem apareceu e simulou um assalto. Os três levaram a vítima até Brazlândia, e lá ela foi morta. Segundo a polícia, a suspeita é que Danyanne tenha levado um tiro na cabeça.

Ainda de acordo com a corporação, um dos criminosos, o motorista de aplicativo, confessou o crime, mas o segundo nega. O terceiro, que teria sido o responsável pelo tiro que matou a vítima, ainda não foi identificado. A polícia divulgou imagens do homem, perto do local onde Danyanne morava, no dia do crime (assista abaixo).

Polícia Civil divulga imagens do suspeito de atirar e matar técnica de enfermagem, no DF

Polícia Civil divulga imagens do suspeito de atirar e matar técnica de enfermagem, no DF

Os suspeitos foram autuados em flagrante por ocultação de cadáver e, segundo a polícia, serão responsabilizados também por homicídio qualificado e roubo de veículo.

Leia mais notícias sobre a região no g1 DF.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*

Últimas notícias








Calendar