Carregando...

Mês do Orgulho: Lady Gaga, Madonna e mais artistas na playlist

A parada LGBT de São Paulo acontece no domingo, 19, e vai ocupar a Avenida Paulista a partir das 10h da manhã.
A parada LGBT de São Paulo acontece no domingo, 19, e vai ocupar a Avenida Paulista a partir das 10h da manhã.
Foto: Instagram/@ladygaga/@madonna / Famosos e Celebridades

Além de Festa Junina e Dia dos Namorados, junho celebra mais uma data importante, o Mês do Orgulho! Após dois anos, a Parada LGBT de São Paulo volta a acontecer presencialmente e está marcada para este domingo, 19 de junho, na Avenida Paulista, a partir das 10h da manhã. Em clima de animação e preparação para um dos maiores eventos do gênero em todo o mundo, uma playlist repleta de hits simbólicos não pode faltar. 

É por isso que reunimos uma lista de músicas de artistas que celebram que o amor é amor, desde sucessos clássicos até faixas mais recentes das vozes mais poderosas da música atual. Cada uma dessas músicas captura o espírito e a força da comunidade LGBTQIA+ em toda a sua linda diversidade. Confira:

  • Ator Tyler Sanders morre aos 18 anos nos EUA
  • Troca de mensagens expõe intimidade de Marcius Melhem e Dani Calabresa
  • As notícias do dia você acompanha na capa do Terra; confira!

"True Colors" de Cyndi Lauper

Esta balada pop icônica é vencedora do Grammy e também um hino inspirador que assumiu um significado especial na comunidade LGBTQ+, que Lauper defende há muito tempo. "Eu vejo suas cores verdadeiras / E é por isso que eu te amo", ela canta. "Então não tenha medo de deixá-las aparecer / Suas cores verdadeiras são lindas como um arco-íris".

"Born This Way" de Lady Gaga

Nenhuma playlist está completa sem essa música da Lady Gaga, um ícone LGBTQ+ de longa data que também é bissexual. Ela proclama: "Não importa gay, heterossexual ou bi / Lésbica, vida transgênero / Estou no caminho certo, baby / Nasci para sobreviver". A música (e álbum) mais tarde inspirou a organização sem fins lucrativos de Gaga, a Born This Way Foundation.

"Vogue" de Madonna

Inspirado na cena de salão de baile do Harlem no final dos anos 80, "Vogue" de Madonna é um clássico icônico que trouxe a tradição do vogue para o pop mainstream. Com sua batida contagiante de house e disco, a música celebra a fuga na pista de dança.

"Girls Like Girls" de Hayley Kiyoko

"Girls Like Girls" colocou Hayley Kiyoko no mapa como uma cantora em ascensão em 2015 - e a catapultou no caminho para ganhar o apelido de "Jesus Lésbico". A música em si é um hino lésbico encantador, sem falar no adorável videoclipe, com letras como "Girls like girls / Like boys do / Nothing new".

"I'm Coming Out" por Diana Ross

Aparentemente, Nile Rodgers, do Chic, se inspirou para escrever este hit de dança funky de 1980 para Diana Ross depois de ver várias drag queens vestidas como a cantora em um clube gay de Nova York. Desde então, a música se tornou um hino empoderador e comemorativo LGBTQ+.

"Closer" por Tegan e Sara

Apresentando uma batida synth-pop cativante que é difícil não dançar junto, esta música de sucesso das irmãs gêmeas lésbicas Tegan e Sara Quin é uma música de festa queer-friendly que pertence a todas as playlists de orgulho - especialmente porque o videoclipe retrata amigos e amantes de todos os gêneros em uma festa do amor.

"I Want to Break Free" por Queen

Nenhuma playlist do orgulho estaria completa sem a lendária banda de rock Queen. Apresentando os poderosos vocais de Freddie Mercury, "I Want to Break Free" é uma música clássica de emancipação sobre o anseio por liberdade e independência. E se você nunca viu o videoclipe com toda a banda travestida, assista agora.

"Girls / Girls / Boys" por Panic! At The Disco

Nesta faixa cativante de 2013, celebrando a bissexualidade e o poliamor, Panic! At The Disco canta: "Girls love girls and boys / And love is not a choice". O próprio cantor, Brendan Urie se assumiu pansexual em 2018 e há muito tempo é um defensor dos direitos LGBTQ+.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*