Carregando...

Pandemia aumenta procura por profissionais especializados em controle de custos; veja cargos em alta

A pandemia fez com que as empresas apertassem seu fluxo de caixa para enfrentar as imposições causadas pela crise sanitária. Uma das formas encontradas foi apostar na contratação de profissionais com experiência em controle de custos, planejamento e processos contábeis.

Segundo levantamento do PageGroup, empresa de recrutamento especializado de executivos, a busca por esses especialistas aumentou 50% nos quatro primeiros de abril em relação ao mesmo período do ano passado.

“A procura por especialistas em finanças, especialmente com viés contábil, registrou uma verdadeira explosão nesse começo de ano. As empresas estão procurando substituir profissionais que não apresentaram bom desempenho por outros que tragam melhores resultados, sejam multitarefas e conversem com o negócio. Esse é o tipo de perfil que mais tem sido demandado recentemente”, analisa Lucas Papa, gerente sênior do PageGroup.

O consultor afirma que a alta demanda por esses especialistas está vindo, principalmente, de empresas dos setores farmacêutico, agropecuário, infraestrutura, telecom e construção, que recrutam de analistas a gerentes.

Veja abaixo os profissionais de finanças mais demandados. Os cargos considerados na lista contemplam média e alta gerência e níveis técnico e de suporte à gestão, de empresas de todos os portes (pequena, média e grande) de 14 setores de todo o país.

Cargo: analista contábil

  • O que faz: profissional responsável por classificação e conciliação contábil e financeira, apuração de impostos diretos e indiretos, elaboração de relatórios contábeis e análise de lançamentos e despesas.
  • Perfil da vaga: graduação em Contabilidade e conhecimento em planejamento e contabilidade financeira, além de análise de custos e de balanço.
  • Salário: R$ 6 mil a R$ 9 mil
  • Motivo para alta: necessidade de reforço das equipes de suporte à gestão em meio à crise.
  • Percentual de aumento da procura pela vaga: 20%

Cargo: gerente contábil

  • O que faz: planeja, supervisiona e gerencia atividades contábeis de acordo com as estratégias de negócio da empresa, realiza provisões orçamentárias e analisa e elabora balanços e balancetes.
  • Perfil da vaga: graduação em Contabilidade, capacidade para manipular grande volume de dados e de gestão de equipe.
  • Salário: R$ 18 mil a R$ 25 mil
  • Motivo para alta: otimizar processos e planejamento contábil/controladoria e reporte para a matriz.
  • Percentual de aumento da procura pela vaga: 27%

Cargo: controller

  • O que faz: profissional de finanças com pilar de contabilidade e que tem toda a estrutura de finanças abaixo.
  • Perfil da vaga: conhecimento generalista de finanças, contabilidade/controladoria e fiscal. Capacidade de transitar entre áreas e liderança de times robustos.
  • Salário: R$ 20 mil a R$ 25 mil
  • Motivo para alta: otimização de estruturas e área de finanças mais próxima do negócio.
  • Percentual de aumento da procura pela vaga: 33%

Cargo: gerente de tesouraria

  • O que faz: responsável por supervisionar as atividades da área financeira: contas a pagar, contas a receber, fluxo de caixa e orçamento. Com o objetivo de estabilizar financeiramente a empresa, deixando as contas em ordem, gerando lucro à companhia
  • Perfil da vaga: analítico e estratégico, com habilidade em matemática financeira e aptidão em comunicação e negociação, além de possuir conhecimento na área de tributos e gestão de custos;
  • Salário: R$ 20 mil a R$ 25 mil
  • Motivo da alta: dado o cenário atual, muitas empresas precisam de uma liderança sênior para negociar com bancos e representar a companhia.
  • Percentual de aumento da procura pela vaga: 13%

Cargo: coordenador de contas a receber (com foco em crédito e cobrança)

  • O que faz: responsável por acompanhar a liquidação de títulos e vencimentos, cobrança de débitos em aberto, conciliação de retornos e bancária, efetua a renegociação de contratos, dívidas e pagamentos
  • Perfil da vaga: perfil analítico com boa comunicação e conhecimento em matemática financeira. Conhecimento nos sistemas ERP são um diferencial
  • Salário: R$ 9,5 mil a R$ 13 mil
  • Motivo da alta: dado o cenário atual, várias empresas precisarão solicitar a renegociação de contratos, dívidas e pagamentos
  • Percentual de aumento da procura pela vaga: 17%


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*