Carregando...

Dólar opera em queda em dia de divulgação de PIB

Notas de dólar — Foto: Reuters/Dado Ruvic

Notas de dólar — Foto: Reuters/Dado Ruvic

O dólar abriu em queda nesta terça-feira (1), com os investidores analisando os números oficiais do tombo da economia brasileira no 2º trimestre e de olho na agenda fiscal do Brasil em meio às discussões sobre o Orçamento 2021.

Às 9h01, a moeda norte-americana caía 0,69%, cotada a R$ 5,4433. Veja mais cotações.

Na véspera, o dólar fechou em alta de 1,27%, a R$ 5,4811, acumulando alta de 5,06% em agosto. No ano, a valorização é e de 36,69%.

Proposta de orçamento para 2021 tem previsão de déficit de mais de R$ 230 bilhões

Proposta de orçamento para 2021 tem previsão de déficit de mais de R$ 230 bilhões

Cenário

Lá fora, os mercados tinham viés positivo após dados positivos sobre o setor manufatureiro da China e da Europa.

Na agenda doméstica, o destaque do dia é a divulgação dos números oficiais do PIB (produto Interno Bruto) do 2º trimestre, que mostraram uma queda recorde de 9,7% em relação ao trimestre anterior.

Na véspera, o mercado financeiro reduziu a estimativa média para o recuo Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil em 2020, revisando a estimativa de uma redução de 5,46% para 5,28%. Essa foi a nona semana seguida de melhora do indicador. Já a projeção para a taxa de câmbio no fim de 2020 subiu de R$ 5,20 para R$ 5,25.

As atenções seguem voltadas também para as discussões em torno do Orçamento de 2021 e as preocupações sobre a agenda fiscal do país.

As contas do governo deverão apresentar um rombo de R$ 233,6 bilhões em 2021, mesmo com o mecanismo do teto de gastos – que impede o crescimento das despesas acima da inflação do ano anterior, diz a proposta encaminhada pelo governo ao Congresso nesta segunda-feira (31).

O governo federal estima um retorno do crescimento econômico em 2021. A expectativa de alta de 3,2% do Produto Interno Bruto (PIB) está na proposta de orçamento para o ano que vem.

A proposta de orçamento também revela um aumento das restrições para as chamadas despesas "discricionárias", ou seja, que não são obrigatórias.

 Variação do dólar em 2020 — Foto: G1

Variação do dólar em 2020 — Foto: G1

5 vídeos
Variação do dólar em 2020 — Foto: g1

Variação do dólar em 2020 — Foto: g1


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*