Carregando...

Inflação justifica corte antecipado de tarifa de importação, diz secretário de Comércio Exterior - Notícias - R7 Economia

BRASÍLIA (Reuters) -O secretário especial de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais, Roberto Fendt, disse nesta sexta-feira que a decisão do governo de antecipar corte de 10% das tarifas de importação em negociação com o Mercosul se justifica pela urgência em lidar com a inflação acelerada.

"A razão de termos tomado essa medida agora, antes de que tenhamos um consenso entre os quatro membros do Mercosul, é a necessidade e urgência de atuar sobre a inflação", disse Fendt em entrevista à imprensa.

O corte tarifário do Brasil valerá inicialmente até 31 de dezembro de 2022, mas Fendt disse esperar que os quatro membros do Mercosul cheguem a um acordo para tornar a medida permanente para o bloco possivelmente ainda este ano.

O governo afirmou que, a pedido da Argentina, ficaram de fora da redução tarifária produtos de regimes especiais, como vestuário, calçados e lácteos, e também alguns veículos e peças automotivas.

(Por Isabel Versiani)

Copyright © Thomson Reuters.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*