Carregando...

Aumenta a competitividade da carne de frango ante a suína e a bovina, diz Cepea

São Paulo, 26 - O aumento de preços das carnes bovina e suína eleva no mercado interno a competitividade da carne de frango, cujas cotações vêm recuando, diz o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea). Entre 1º e 24 de novembro o frango inteiro resfriado comercializado no atacado da Grande São Paulo se desvalorizou 9,1%, para R$ 6,96/kg na quarta-feira, 24.

Na contramão, a maior demanda da agroindústria por novos lotes de suínos para vendas de fim de ano, sustentam os preços. Na região da capital paulista, a carcaça especial suína negociada no atacado se valorizou 15,4% de 1º a 24 de novembro, atingindo R$ 10,91/kg na quarta.

  • O investimento que está dando prejuízo para mais de 150 milhões de brasileiros
  • Guedes diz que bancos brasileiros querem afetar eleições
  • As notícias do dia você acompanha na capa do Terra; confira!

Para a carne bovina, a menor oferta de animais para abate tem motivado altas nos preços da carne, segundo o Cepea. Na parcial de novembro, a carcaça casada bovina negociada no atacado da Grande São Paulo se valorizou 13,3%, cotada a R$ 20,50/kg na quarta-feira.

O frango inteiro resfriado foi comercializado na quarta a 3,96 reais/kg abaixo da carcaça especial suína. Na comparação com a carcaça casada bovina, o frango foi cotado a 13,54 reais/kg abaixo, aumento de 29,8% frente à diferença observada no dia 1º de novembro, informou.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*