Carregando...

Após instabilidade, Ibovespa testa alta e retoma 104 mil pontos com NY

A redução no ritmo de queda das bolsas americanas, fez o Ibovespa retomar o nível dos 104 mil pontos há pouco. Se de um lado as ações de bancos ajudam a impedir queda, sinais variados nas ações da Petrobras dificultam uma direção do indicador. Há pouco, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), afirmou que privatização da estatal "definitivamente" não é uma solução de curto prazo. Ontem, o novo ministro do MME, Adolfo Sachsida, disse que encomendará estudos sobre o tema.

Marcos Olmos, diretor de venture capital e sócio da VOX Capital, lembra que avançar no assunto é complexo, especialmente em ano eleitoral. De todo modo, avalia que boa parte do ruído político em cima da questão já estaria precificada e não vê evolução rápida do tema privatização.

  • Petrobras anuncia aumento de R$ 0,40 no preço do diesel nas refinarias
  • Anitta será professora de curso de negócios em universidade
  • As notícias do dia você acompanha na capa do Terra; confira!

O que está mesmo incomodando o mercado, diz, é a perspectiva de continuidade da alta inflacionária e dos juros no mundo. "Quão grande será isso e quão necessário será o aperto para ajustar as economias? Qual será o impacto disso no fim da linha?", questiona.

Às 11h14, o Ibovespa subia 0,02%, aos 104.416 pontos, após ceder 0,78%, aos 103.578,58 pontos, e avançar 0,13% (máxima a 104.534,91 pontos). Petrobras PN subia 0,24% e ON caía 0,44%.

"Tem toda a temática de inflação disseminada pelo mundo. Alguns bancos centrais demoraram para começar a subir juros, o que deve fazer com que as taxas fiquem em níveis prolongados", avalia Luiz Cesta, sócio e head de análise da Monett. Apesar da alta superior à esperada pelo mercado na Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), o resultado, segundo Cesta, não se torna importante para a movimentação do mercado hoje, em meio ao comportamento do exterior. "Porém, os últimos resultados de atividade indicam alguma melhoria da atividade econômica", pondera.

Nos EUA, o índice de preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês) subiu 0,5% em abril ante março, ficando dentro do esperado. No confronto anual, o PPI deu um salto de 11,0%, desacelerando ante a alta anual de 11,5% no mês anterior, e o núcleo do índice teve alta de 6,9%, corroborando expectativa de um Fed mais agressivo.

Já no campo da atividade, o PIB do Reino Unido, por exemplo, cresceu menos que o esperado no primeiro trimestre e a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) reduziu sua projeção de alta do PIB global em 2022, de 3,9% para 3,5%.

Enquanto o petróleo testa alta em Londres, o minério de ferro fechou em queda na China, pesando nas ações do setor na Bolsa. Apesar de relatos de queda no número de casos de coronavírus na China, o governo segue firme na política de covid zero.

Às 11h24, o Ibovespa subia 0,45%, an máxima a 104.866 pontos, após cair 0,78%, aos 103.578,58 pontos, na mínima.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*