Carregando...

8 dicas básicas para aumentar as vendas do varejo

Foto: Adobe Stock

Em tempos de crise, é fundamental possuir versatilidade e criatividade para se reinventar e continuar a manter as contas positivas, principalmente no setor varejista, responsável por cerca de 11,04% do Produto Interno Bruto brasileiro, segundo a Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (2021). 

Neste cenário, a construção de uma estratégia para aumentar o faturamento e a visibilidade da marca não é apenas bem-vinda: é necessária. Pensando nisso, a Zoop, fintech de tecnologia de serviços financeiros para o mercado B2B, preparou oito dicas que podem ajudar os varejistas a aumentarem as vendas e incrementarem os resultados de negócios. 

  • Mãe cria fábrica após filha cair do berço e fatura milhões
  • Homem busca HD jogado no lixo com R$ 1,1 bi em criptomoeda
  • As notícias do dia você acompanha na capa do Terra; confira!

1. Ofereça soluções, não produtos

Mais que comprar apenas produtos, as pessoas buscam soluções. Por conta disso, uma boa estratégia a ser adotada por quem quer aumentar os resultados no varejo é “vender” os benefícios do item em questão, e não apenas focar em preço e qualidade.

Para vendas presenciais, uma forma de fazer isso é treinando adequadamente os vendedores, para que estes possam falar dos benefícios do que está sendo vendido. Nesse caso, o vendedor terá o papel de consultor.

Já nas vendas online, uma descrição mais detalhada do produto pode atender bem a essa questão, indo além da especificação técnica da mercadoria. Paralelo a isso, é importante que os atendentes dos canais online tenham o mesmo nível de conhecimento do que os vendedores presenciais.

2. Garanta um atendimento de excelência 

Garantir a excelência no atendimento tem grande peso na decisão de compra do atual perfil de consumidor. Ofereça uma interação mais humanizada e personalizada para o público, mesmo que seja via canais digitais. É importante priorizar o tom de voz adequado, a linguagem apropriada, prezar pela empatia e pela transparência no relacionamento com o consumidor. 

Uma forma de conseguir descobrir o que seus consumidores têm a dizer sobre os seus processos é enviando uma pesquisa de satisfação logo ao término de cada atendimento.

3. Ofereça diferentes canais de vendas e de atendimento

Ao trabalhar com variados pontos de contato, as chances do potencial cliente chegar até a sua marca aumentam. Além disso, quando o consumidor consegue utilizar o canal de sua preferência, as chances de ele fechar negócio com a empresa são maiores.

4. Simplifique os processos de compra

Cadastros extensos, necessidade de passar muitas informações, diversas trocas de telas são apenas alguns exemplos de práticas que causam abandono de carrinho. Por esse motivo, quanto mais simples, rápido, prático e seguro for o processo de compra, maiores as chances de venda.

5. Esteja presente no universo virtual

As redes sociais se tornaram importantes veículos de vendas nos últimos tempos. De acordo com o Relatório de Tendências 2022 da Zoop, há uma projeção de crescimento de cerca de 30% nas vendas globais via ‘Social Commerce’ nos próximos cinco anos. 

Por esse motivo, é interessante que a marca esteja posicionada nas redes sociais, com perfis com linguagem e conteúdos compatíveis com o público-alvo, e a possibilidade dos consumidores fazerem compras diretamente por estas plataformas, sem precisar trocar de tela ou de canal de venda.

6. Crie programas de fidelidade

O relatório da Zoop também aponta que as promoções de reembolso (cashback) causaram um crescimento de 3,4 vezes na taxa de conversão das empresas, movimentando US$ 108 bilhões em todo o mundo. 

Mas além dessa abordagem, há diversas outras que podem fazer parte deste programa de fidelidade e, com isso, auxiliar a gerar mais vendas. Uma delas é a oferta de um cartão próprio da marca, seja ele private label ou não. 

Além disso, existem outras ferramentas que podem auxiliar neste processo de fidelização como cashback, cartão fidelidade para descontos após um número determinado de compras, descontos em aniversários ou datas do varejo, cartão presente, entre outros.

7. Aprimore o layout da loja

Ajustar o layout da loja, tanto física quanto virtual, é outra boa prática que pode ajudar a elevar as vendas. Deixar os produtos mais acessíveis ou aproximar os que se complementam, pode ser uma técnica para fomentar as compras presenciais. 

A análise de dados pode auxiliar a fazer esta correlação, principalmente as não tão óbvias. Nas plataformas de vendas online é possível usar o chamado “mapa de calor de site”, software que rastreia os movimentos do mouse e aponta quais áreas da tela são mais visualizadas pelos visitantes, o que contribui para o posicionamento estratégico dos produtos.

8. Expanda a sua oferta de meios de pagamento

Conforme Relatório de Tendências da Zoop de 2022, 80% dos consumidores que não encontraram o método de pagamento que desejavam deixaram de concluir um pedido. Desta forma, oferecer soluções de recebimento limitadas é um fator que pode contribuir para a perda de vendas e de faturamento. Por isso, a sugestão da Zoop é ter uma consistente variedade de meios de pagamento, incluindo os preferidos do público, como o Pix.

(*) HOMEWORK inspira transformação, com inteligência digital e capricho artesanal. Nosso jornalismo impacta milhares de leitores todos os dias. E nossas soluções de conteúdo sob medida atendem grandes empresas de todos os tamanhos. Saiba mais sobre nossos projetos e entre em contato!


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*

Últimas notícias








Calendar