Carregando...

Cesta básica tem queda no preço em 16 das 17 capitais pesquisadas, diz Dieese - Notícias - R7 Economia

O valor da cesta básica em agosto diminuiu em 16 das 17 capitais pesquisadas pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos). De acordo com a Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos, as reduções mais expressivas ocorreram em Recife (-3%), Fortaleza (-2,26%), Belo Horizonte (-2,13%) e Brasília (-2,08%). A alta de 0,27% foi registrada em Belém.

São Paulo foi a capital onde o conjunto dos alimentos básicos apresentou o maior
custo (R$ 749,78), seguida por Porto Alegre (R$ 748,06), Florianópolis (R$ 746,21) e
Rio de Janeiro (R$ 717,82).

Nas cidades do Norte e Nordeste, onde a composição da cesta é diferente, os menores valores médios foram registrados em Aracaju (R$ 539,57), João Pessoa (R$ 568,21) e Salvador (R$ 576,93).

A comparação do valor da cesta entre agosto de 2022 e agosto de 2021 mostrou
que todas as capitais tiveram alta de preço, com variações que oscilaram entre 12,55%,
em Porto Alegre, e 21,71%, em Recife.

Em 2022, o custo da cesta básica apresentou elevação em todas as cidades, com
destaque para as variações de Belém (14,00%), Aracaju (12,87%) e Recife (12,35%).

São Paulo  - R$ 749,78 (-1,40%)
Porto Alegre - R$ 748,06 (-0,63%)
Florianópolis - R$ 746,21 (-1%)
Rio de Janeiro - R$ 717,82 (-0,82%)
Campo Grande - R$ 698,31 (-1,23%)
Vitória - R$ 697,39 (-0,48%)
Brasília - R$ 689,31 (-2,08)
Curitiba - R$ 685,69 (-0,45)
Goiânia - R$ 660,83 (-1,80)
Belo Horizonte - R$ 638,19 (-2,13)
Belém - R$ 634,85 (0,27
Fortaleza - R$ 626,98 (-2,26%)
Recife - R$ 598,14 (-3%)
Natal - R$ 580,74 (-1,16%)
Salvador - R$ 576,93 (-1,64%)
João Pessoa - R$ 568,21 (-0,77%)
Aracaju - R$ 539,57 (-0,54)

O salário mínimo ideal para atender às necessidades de uma família de quatro pessoas seria de R$ 6.298,91 em agosto, segundo cálculos Dieese. O valor corresponde a 5,2 vezes o piso federal atual, de R$ 1.212.

Em julho, o valor necessário era de R$ 6.388,55, ou 5,27 vezes o piso mínimo. Em agosto de 2021, o valor do mínimo necessário deveria ter ficado em R$ 5.583,90, ou 5,08 vezes o valor vigente na época, de R$ 1.100,00.

A estimativa do Dieese é realizada mensalmente e indica qual é o rendimento mínimo necessário para que um trabalhador e sua família possam suprir as despesas do mês com alimentação, moradia, saúde, educação, vestuário, higiene, transporte, lazer e previdência.

A estimativa do valor ideal para agosto tem como base os preços da cesta básica de São Paulo, com custo de R$ 749,78, a mais cara do mês entre as 17 capitais que são analisadas na pesquisa.

Segundo o Dieese, considerando o preço da cesta básica, o trabalhador que recebe um salário mínimo comprometeu em média 58,54% do seu rendimento líquido de agosto para comprar os produtos alimentícios básicos.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*