Carregando...

PDT vai ao TSE por inelegibilidade de Bolsonaro após 7 de Setembro - Notícias - R7 Eleições 2022

O PDT pediu ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que o presidente Jair Bolsonaro (PL) e seu vice, o general Braga Netto, sejam declarados inelegíveis por oito anos e fiquem impedidos de disputar as eleições de outubro. Para o partido, o presidente teria "desvirtuado" as comemorações do 7 de Setembro e transformado a celebração do Bicentenário da Independência em "evento para satisfazer os interesses da campanha eleitoral".

Na ação, o PDT ainda cita que o governo utilizou R$ 3,8 milhões em estrutura para os atos na Esplanada, e que, portanto, "o evento não poderia ser transformado em um palanque eleitoral, com a utilização de toda estrutura custeada com dinheiro público".

A candidatura do atual presidente foi julgada pelo plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na terça-feira (6), que, por unanimidade, aceitou o pedido de registro de candidatura da coligação "Pelo Bem do Brasil". Braga Netto também teve o nome aprovado.

O R7 procurou a campanha de Jair Bolsonaro, mas não recebeu resposta até a última atualização desta reportagem. 

Os 200 anos da independência do Brasil foram marcados por atos pró-governo nas principais capitais do país. Em Brasília, foi realizado um desfile cívico-militar com a presença do presidente Jair Bolsonaro (PL), candidato à reeleição, seu vice na chapa, general Braga Netto, e ministros de Estado.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*