Carregando...

Página de história em quadrinhos do Homem-Aranha é vendida por R$ 16 milhões

Um momento da história do Homem-Aranha, esboçado em uma única página de um quadrinho da Marvel, acabou de se tornar a página mais cara de um quadrinho já vendida em leilão.

A página, que mostra a primeira vez do Homem-Aranha vestindo o infame traje todo preto, arrecadou US$ 3,36 milhões em leilão (cerca de R$ 16 milhões) no início desta semana, tornando-se a “página mais valiosa do mundo de obras de arte originais em quadrinhos”, de acordo com a Heritage Auctions.

Outra página do mesmo quadrinho foi vendida por US$ 288.000. Juntas, as duas páginas da história do Homem-Aranha foram vendidas por US$ 3.648.000, segundo a casa de leilões.

“Os resultados de hoje provam o que temos dito há muito tempo: a arte dos quadrinhos é tão amada e valiosa quanto qualquer coisa colocada na tela”, disse Joe Mannarino, que dirige o departamento de quadrinhos e arte em quadrinhos da Heritage Auctions em Nova York, em um comunicado.

A página que foi comprada / Reprodução/Site Heritage Auctions

A casa de leilões não revelou o vencedor, mas quem quer que fosse claramente conhecia a história do Homem-Aranha. As páginas vieram da série crossover da Marvel “Guerras Secretas”, na qual heróis amados enfrentaram vilões clássicos em um planeta chamado Battleworld. Na oitava edição da série limitada, publicada em 1984, o Aranha encontra um simbionte alienígena – soa familiar? – que se esconde em seu tradicional traje vermelho e azul, que ele danificou em batalha.

“Aquela bola simplesmente, apenas se espalhou e se tornou uma fantasia, e dissolveu os farrapos da minha antiga no processo!”, Spidey exclama na página 25.

Mas uma vez que nosso lançador de teias veste seu novo traje, o simbionte altera drasticamente sua personalidade – segundo a Marvel, ele não é mais um mocinho brincalhão, mas um “vigilante movido a vingança”.

O Homem-Aranha eventualmente se separa do simbionte após a conclusão de “Guerras Secretas” – longa história, mas o próprio Senhor Fantástico tem que fazer alguma ciência para tirá-lo do Aranha de uma vez por todas – e essa gosma alienígena encontra seu caminho para um anfitrião mais adequado – Eddie Brock, que se torna Venom.

A versão cinematográfica do Aranha também encontrou o caminho para o traje preto, embora a fusão tenha recebido críticas decididamente mistas. Em “Homem-Aranha 3”, Peter Parker, de Tobey Maguire, vestiu o traje simbionte e ficou irritado com sua amada Mary Jane, prejudicando seu relacionamento. Também inflou seu ego a ponto de dançar nas ruas de Manhattan, um pedaço desconfortável, mas eterno, da história do cinema.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*

Calendar