Carregando...

Aperam South America é a primeira empresa com balanço carbono neutro do mundo no segmento e anuncia investimentos

Usina de Timóteo — Foto: Divulgação

Usina de Timóteo — Foto: Divulgação

A Aperam South America, maior empresa da América Latina em produção de aço inoxidável, se orgulha por ter atingido o balanço neutro entre emissões e remoções de gases de efeito estufa na atmosfera no acumulado de 2020/2021. A iniciativa faz da companhia a primeira do segmento de aços planos especiais com balanço carbono neutro no mundo, antecipando 30 anos do prazo estabelecido pela empresa: a redução de suas emissões até 2030 e a neutralização até 2050.

De acordo com o diretor presidente da Aperam South America e da Aperam BioEnergia, Frederico Ayres Lima, a atuação da companhia foi pautada pelo conceito de inovabilidade, criado para definir o uso de inovação a favor da sustentabilidade. As medições comprovaram que a empresa não contribuiu para o efeito estufa.

Na prática, após ter neutralizado a emissão de todo o volume de gases produzidos na fabricação de aço e de carvão vegetal, as operações integradas da empresa com a Aperam BioEnergia removeram da atmosfera um adicional de 33 mil toneladas métricas de gases de efeito estufa. “Isso se deve”, complementa o diretor, “a um trabalho incansável da companhia em busca de uma operação cada vez mais limpa e sustentável para os clientes e a sociedade, numa era em que as grandes corporações são chamadas a assumir o protagonismo da agenda de combate ao aquecimento global”

A Declaração de Verificação foi emitida pela Société Générale de Surveillance (SGS), líder em testagem, inspeção e certificação, após auditorias realizadas em 2021 e 2022 (referentes aos anos de 2020 e 2021, respectivamente). O inventário seguiu a Norma ISO 14064-1 e as diretrizes do Programa Brasileiro GHG Protocol, metodologias internacionalmente reconhecidas pela World Steel Association.

Novas portas de investimento

O investimento recém-anunciado pela empresa de R$ 588 milhões tem o objetivo modernizar sua planta industrial em Timóteo, no Vale do Aço mineiro, e as operações da Aperam BioEnergia, unidade de negócio no Vale do Jequitinhonha e se soma aos R$ 243 milhões já aportados. Com eles será possível à companhia ampliar, a partir de 2024, a gama de produtos, com a oferta de aços especiais de maior complexidade e resistência. Uma inovação que beneficia toda a cadeia e ajuda a elevar a níveis mundiais o padrão de sofisticação tecnológica da indústria nacional.

Saldo de CO2 no positivo

Para colocar a conta do CO2 no azul, dois processos foram fundamentais. O primeiro foi a redução da emissão dos gases a partir da substituição do coque (carbono sólido extraído do carvão mineral) por carvão vegetal. O biocombustível é produzido com madeira de eucalipto extraída das florestas renováveis e cultivadas pela Aperam BioEnergia, no Vale do Jequitinhonha-MG, fazendo dessa unidade a única no mundo a produzir 100% do aço a partir de energia limpa. Além da substituição, o processo de queima do carvão vegetal também foi aprimorado a partir do desenvolvimento do Queimador de Gases, tecnologia única que reduz consideravelmente a emissão da fumaça.

Depois da conta “zerada”, o passo seguinte para entrar no “azul” envolveu a remoção do CO2 da atmosfera, realizada também a partir das reservas de eucalipto cultivadas pela Aperam, e da preservação de todo o ecossistema vegetal do Vale do Jequitinhonha em suas áreas e da reserva Oikós, em Timóteo-MG.

Conheça mais sobre a Aperam South America e Aperam BioEnergia acessando Aperam.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*