Carregando...

Frentista denuncia agressão de PM em Vitória

Frentista denunciou agressão de PM em Vitória

Frentista denunciou agressão de PM em Vitória

Um frentista denunciou um policial militar que teria o agredido com coronhadas no bairro Jardim Camburi, em Vitória, na manhã desta quarta-feira (1°).

Na delegacia, ele disse que a agressão aconteceu no início da manhã no posto de combustíveis onde trabalha, na Avenida Norte-Sul.

Ele contou que tinha acabado de chegar ao trabalho e foi agredido sem nenhuma explicação.

"Ele chegou sem falar nada. Já me deu uma coronhada na cara, me jogou no chão e disse que eu era traficante e vagabundo e ele era policial. Ele disse você vai ver, você vai ver", contou.

O frentista disse ainda que foi revistado pelo policial e se sentiu humilhado porque estava no seu local de trabalho.

"Eu todo uniformizado, ele jogou meu colete na água, fez eu tirar a botina, me humilhou dentro do serviço. Eu vim trabalhar para levar o pão de cada dia para os meus meninos e o cara faz isso comigo?"

As imagens das câmeras de segurança podem ter registrado a agressão, mas não foram liberadas para a reportagem pela direção do posto.

Frentista denunciou agressão de PM — Foto: Reprodução/TV Gazeta

Frentista denunciou agressão de PM — Foto: Reprodução/TV Gazeta

Funcionários disseram que PM bebeu

Funcionários do posto disseram que o PM teria bebido no posto com um amigo por volta das 5h. Eles teriam se desentendido e o amigo do militar foi embora.

Eles disseram que foi neste momento que ele saiu e começou a agredir o frentista.

O veículo que seria do policial foi deixado no posto de gasolina, e dentro do carro, haviam várias latas de cerveja.

A Polícia Militar informou que "tomou conhecimento do fato e aguarda toda a documentação da Polícia Civil para instaurar procedimento apuratório" e que o PM estava de folga.

A Polícia Civil disse que a ocorrência foi registrada na Delegacia Regional de Vitória.

Funcionário de posto de combustíveis no ES denunciou agressão de PM — Foto: Reprodução/TV Gazeta

Funcionário de posto de combustíveis no ES denunciou agressão de PM — Foto: Reprodução/TV Gazeta

Outro caso

Em 2020, outro caso de frentista agredido por policial militar causou revolta no Espírito Santo. Um sargento da PM deu um tapa no rosto de um frentista em um posto da Rodovia do Sol, em Vila Velha. A agressão foi registrada por uma câmera de monitoramento. Em julho deste ano, o PM foi condenado a um ano e cinco meses de prisão.

VÍDEOS: tudo sobre o Espírito Santo

200 vídeos

  • Veja o plantão de últimas notícias do G1 Espírito Santo


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*