Carregando...

França diz que Djokovic terá permissão para jogar em Roland Garros

O tenista número um do mundo, Novak Djokovic, poderá jogar no Aberto da França deste ano, mesmo se não estiver vacinado contra a Covid-19, afirmou a ministra dos Esportes francesa, Roxane Maracineanu, nesta sexta-feira (7).

A decisão da Austrália de revogar um visto concedido a Djokovic com base em uma dispensa médica antes do Aberto da Austrália provocou furor, motivando comentários de que ele não deveria ter recebido a autorização inicialmente.

A França não barra pessoas não vacinadas, mas impõe restrições mais rígidas aos que não receberam as doses.

A ministra dos Esportes afirmou que os protocolos da Federação Internacional de Tênis para grandes eventos permitem que um jogador não vacinado entre na França e participe do Torneio de Roland Garros, que começa em maio.

Enquanto a variante Ômicron promove uma onda de novas infecções de Covid-19 por todo o mundo, a frustração dos franceses foi direcionada às pessoas não vacinadas na França e em outros lugares.

O presidente francês, Emmanuel Macron, disse nesta semana que queria “irritar” os não vacinados, tornando suas vidas mais complicadas até que eles tomassem o imunizante.

Os adversários de Macron o acusaram de utilizar um linguajar inapropriado para um presidente e de buscar fortalecer sua imagem antes das eleições de abril, embora analistas tenham dito que suas palavras podem desagradar a muitas pessoas.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*