Carregando...

Corinthians empata em jogo com acusação de racismo e pode perder liderança

Em um duelo quente no Beira-Rio, o Corinthians arrancou o empate por 2 a 2 com o Internacional, neste sábado (14), em partida válida pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro, que acabou ficando marcada por uma acusação de racismo durante o segundo tempo.

Edenílson, do Inter, afirmou que o lateral português Rafael Ramos, do Corinthians, o chamou de “macaco”. O meio-campista prestou queixa à polícia por injúria racial, enquanto o atleta do time paulista não se pronunciou. Mas a diretoria do clube afirma que o atleta alega ter ocorrido um mal-entendido. As versões foram registradas na súmula pela arbitragem.

Na tabela, o empate pode ter sido bom para o Corinthians, que esteve duas vezes atrás no placar, mas ainda assim o deixa ameaçado de perder a liderança na conclusão da rodada. Isso é possível, pois o time está com 13 pontos, 3 a mais do que Santos e Avaí, terceiro e quarto colocados, respectivamente, ambos com 10 e compromissos agendados para este domingo.

Por enquanto, quem está mais próximo é o Atlético-MG, em segundo lugar, com 12, após vencer o Atlético-GO por 2 a 0, neste sábado. O Inter, por sua vez, chegou aos 9 pontos, em oitavo lugar, com a mesma pontuação de outros 3 times: América-MG (5º), Palmeiras (6º) e Red Bull Bragantino (7º) – as equipes paulistas se enfrentaram neste sábado, com vitória do time da capital por 2 a 0.

Nos outros dois jogos do sábado, o Fluminense venceu o Athletico-PR por 2 a 1, com Ceará e Flamengo empatando por 2 a 2. Os destaques foram Germán Cano e Willian Arão, autores de dois gols, cada, para os times cariocas.

Igualdade no Beira-Rio

Após estar duas vezes à frente do placar, o Inter ficou no 2 a 2 com o Corinthians, empatando pela quarta vez consecutiva na temporada, sendo a terceira pelo Brasileirão. Já o time paulista atingiu o sexto jogo seguido sem derrota. Alan Patrick, Raul Gustavo, Wanderson e Jô marcaram os gols do duelo, que atraiu 17.506 torcedores ao Beira-Rio.

Alan Patrick, aliás, se destacou no Beira-Rio. Primeiro, aos 24 minutos, Wanderson cruzou para Edenílson, que deu um leve toque para ele chegar batendo e fazer 1 a 0. Depois, aos 43, o cabeceio de Alan Patrick parou em Cássio. Mas Wanderson marcou no rebote para o time gaúcho.

Entre um gol e outro, porém, o Corinthians já havia marcado o seu, com Raul Gustavo, aos 29 minutos, numa jogada em que o Inter reclamou de falta no goleiro Daniel. Em desvantagem, o time voltou para a etapa final com Jô. E o centroavante, que defendeu o Inter em 2011 e 2012, empatou o duelo aos 18 minutos, depois de receber passe de cavadinha de Mantuan, cortando o goleiro adversário antes de bater para o gol.

Palmeiras vence a primeira no seu estádio

Corinthians empata em jogo com acusação de racismo e pode perder liderança
Jogadores de Palmeiras e Red Bull Bragantino se enfrentando no Allianz Parque / ALEX SILVA/ESTADÃO CONTEÚDO

Com gols em jogadas de bola parada, o Palmeiras ganhou a primeira no Allianz Parque neste Brasileirão ao fazer 2 a 0 no Red Bull Bragantino – antes, havia perdido para o Ceará e empatado com o Fluminense. Agora, está à frente do adversário pelo saldo de gols – 4 a 2. E o resultado fechou uma semana ruim do time do interior paulista, que disputou 3 jogos desde o último domingo e fez apenas um ponto.

Acompanhado por 36.123 torcedores no Allianz Parque, o Palmeiras ficou com o grito de gol engasgado por duas vezes no primeiro tempo, em lances em que o VAR confirmou que Dudu e Rony estavam impedidos. Aos 30 minutos, porém, o cruzamento de Scarpa em cobrança de falta encontrou Danilo, em posição legal, para cabecear às redes. Foi o segundo gol do volante na semana em que foi convocado pela primeira vez para a seleção brasileira.

O outro gol palmeirense também demorou a sair. O Bragantino tentou o empate e chegou a apostar na estreia do mais jovem atleta a vestir a camisa do time, o meia Nathan Camargo, de 16 anos e 9 meses, acionado durante o segundo tempo. Já nos acréscimos, após ir até a área de Weverton para tentar empatar o jogo em um escanteio, o goleiro Cleiton cometeu pênalti em Breno Lopes. Aos 53 minutos, Raphael Veiga bateu e sacramentou o triunfo palmeirense ao converter a cobrança, a sua 24ª pelo clube – ele nunca perdeu um pênalti para o time alviverde.

Cano dá vitória ao Fluminense

Time paulista corre o risco de ser alcançado por Santos e Avaí neste domingo (15)
Germán Cano jogador do Fluminense comemora seu gol durante partida contra o Athletico-PR no estádio Raulino de Oliveira / THIAGO RIBEIRO/AGIF – AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/AGIF – AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO

No Raulino Oliveira, o Fluminense venceu o Athletico-PR por 2 a 1, com gols de Germán Cano, um em cada tempo, e Matheus Felipe, nos minutos finais da segunda etapa. Com o resultado, o time carioca chegou aos oito pontos, em 11º lugar, deixando para trás a equipe paranaense, a 14ª colocada, com seis.

Logo aos sete minutos, Cano foi lançado por Wellington, cortou um adversário e chutou da entrada da área, colocando o Fluminense em vantagem e marcando pelo terceiro jogo consecutivo. Depois, aos 32 minutos da etapa final, Luiz Henrique escorou a bola de cabeça para o argentino, que dominou no peito e disparou um voleio, fazendo o seu 15º gol na temporada.

O resultado amplia o bom início de trabalho de Fernando Diniz no Fluminense, com 3 vitórias e 1 empate em 4 duelos. Já o Athletico-PR perdeu a primeira com Felipão, que havia vencido em sua estreia, pela Copa do Brasil, diante do Tocantinópolis.

Ceará e Flamengo ampliam jejum

Esporte
Ceará e Flamengo se enfrentando na arena Castelão / LUCAS EMANUEL/AGIF – AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/AGIF – AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO

No Castelão, lotado por 50.616 torcedores, Ceará e Flamengo empataram por 2 a 2, completando o quarto jogo sem vitória no Brasileirão. O time carioca, assim, agora está com seis pontos, apenas na 15ª colocação. A situação do Ceará é ainda pior: 4 pontos, na zona de rebaixamento, em 17º.

No lado do Flamengo, o brilho ficou para a parceria entre Willian Arão e Arrascaeta. Afinal, os gols do time no Castelão foram idênticos. Aos 6 e aos 37 minutos do primeiro tempo, o volante se antecipou ao seu marcador e cabeceou para as redes, completando cobranças de falta e de escanteio, respectivamente, do uruguaio.

Mas o Ceará também marcou duas vezes, também em jogadas iniciadas com a bola parada. Aos 25 minutos da etapa inicial, após cobrança de falta rápida, Mendoza avançou em velocidade, entrou na área e finalizou para o gol. Já aos 45 da etapa final, Nino Paraíba bateu falta fechada direto e surpreendeu Hugo Sousa.

Agenda

A sexta rodada do Brasileirão será completada neste domingo com cinco jogos: São Paulo Cuiabá, às 16h, Coritiba x América-MG, às 17h30, Botafogo x Fortaleza e Avaí x Juventude, ambos às 18h, e Goiás x Santos, às 19h.

 


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*