Carregando...

Williams lança programa de sustentabilidade e diz que equipes "não devem esperar" FIA

Jost Capito falou sobre necessidade das equipes agirem na parte da sustentabilidade
Jost Capito falou sobre necessidade das equipes agirem na parte da sustentabilidade
Foto: Williams / Grande Prêmio

F1 NA TURQUIA: BOTTAS LEVA NA TURQUIA E VERSTAPPEN RETOMA PONTA. HAMILTON É 5º

  • Tsunoda admite ter segurado Hamilton na Turquia: "Quero que Verstappen vença"
  • Alonso assume culpa por batida em Schumacher na Turquia: "Movimento tardio"
  • Recusa de tomar vacina para a covid-19 tira piloto do carro médico da F-1 das últimas provas do ano
  • As notícias do dia você acompanha na capa do Terra; confira!

A Williams lançou, na última quarta-feira, a Estratégia de Sustentabilidade da Williams. Trata-se de um plano de sustentabilidade energética visando a redução da queima de carbono por parte da companhia. Segundo o chefe Jost Capito é algo que as equipes devem começar a tratar antes mesmo de receberem diretrizes claras da FIA nos próximos anos.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

O programa da equipe de Grove prevê o corte das emissões de carbono de diversas áreas da operação, como transporte e viagens pessoais, bem como reduzir drasticamente o desperdício e a criação de energia por meios próprios dentro da fábrica. É a primeira equipe a assinar o programa de ação de entidades esportivas contra as mudanças climáticas da ONU, algo que a Fórmula 1 fizera ao se comprometer e se tornar uma organização carbono-zero até 2030.

Ao falar sobre o programa da Williams, Capito foi questionado sobre a intervenção da FIA para acelerar as mudanças em prol de uma F1 mais sustentável. Capito foi claro: a FIA é importante e tratará os assuntos à mesa, mas as equipes deveriam começar a se mexer antes disso.

A Williams tem um novo programa de sustentabilidade (Foto: Williams)

"Tenho certeza de que essas discussões vão aparecer, mas não estamos sentados e esperando essas conversas. Fazemos nosso próprio caminho. Por isso que desenvolvemos nossa estratégia ao longo de seis meses pelas mãos de gente muito inteligente não apenas dentro da fábrica, mas especialistas de fora da equipe que nos ajudaram com essa estratégia", afirmou.

Outra questão foi sobre os túneis de vento, tido como danosos ao meio ambiente e tratados como um problema a ser combatido nos próximos anos.

"Foi de abrir os olhos a visão que eles tiveram e o que pode ser feito. Não estamos sentados aqui esperando pelas regras. Acho que nós, como a Williams, queremos dar a iniciativa para nosso próprio destino e avançar. Os túneis de vento certamente vão aparecer [nas conversas] também", seguiu.

Segundo Capito, para cumprir as metas de 2030 é necessário começar a agir agora, ainda que as circunstâncias estejam longe das ideias.

Paddockast #124: Quem é favorito em cada pista que resta na F1 2021?

"Há áreas em que temos influência e áreas em que precisamos de apoio de organizações: promotores, organização, FOM, FIA, o que quer que for. Isso ainda não está totalmente acertado. É por isso que dizemos que o objetivo é para 2030, mas temos de começar agora. Se temos um plano para 2030, precisamos acelerar agora e não esperar até tudo estar perfeito", falou.

"Tem que ser um pé atrás do outro, e isso precisa ser estabelecido. Ainda não estamos perto disso no momento. É muito ambicioso chegar nisso, mas baseado na informação e no que fazemos, podemos chegar lá", finalizou.

A Williams vive bom momento na Fórmula 1 2021. A temporada retorna com o GP dos Estados Unidos, em Austin, entre os dias 22-24 de outubro.

BOTTAS VENCE NA TURQUIA, MAS MERCEDES PERDE E VERSTAPPEN LIDERA F1 2021 | Paddock GP #260

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! .

Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*