Carregando...

Veiga avalia início do Palmeiras na Série A e revela conversa com Navarro

Raphael Veiga passa por bom momento no Palmeiras, com artilharia do time nesta temporada: 13 gols em 21 jogos. O meia avaliou o início do Verdão no Campeonato Brasileiro, sem vitórias após duas rodadas, e revelou conversa com Rafael Navarro, que passou por instabilidade em sua chegada ao clube, mas desencantou na Copa Libertadores.

"Contra o Goiás, não fizemos um jogo ruim. Pelo contrário: tivemos bastante volume, mas não fomos efetivos ao fazer o gol. O Tadeu fez boas defesas e a gente não foi efetivo", disse Veiga à ESPN.

  • Palmeiras marca com Rony nos acréscimos e empata com o Goiás
  • Vítima do Palmeiras só postou o placar de 1º tempo: 1 a 1
  • As notícias do dia você acompanha na capa do Terra; confira!

"No jogo com o Ceará, vou ser bem sincero. A gente tinha jogado na Venezuela e viajamos um dia inteiro. Quem não jogou estava na viagem, junto. A viagem foi mais cansativa do que a partida. Posso falar por mim: treino muito, me dedico, me preparo. Eu me recupero rápido e faço tudo que posso pelo Palmeiras depois do treino. Foi uma situação em que nós sentimos muito a viagem. Ficamos sete horas no avião. Convivendo no vestiário, sei que foi isso que aconteceu", completou.

Raphael Veiga também revelou conversa com o centroavante Rafael Navarro, que vive boa fase e já anotou seis gols com a camisa do Palestra em duas partidas da Libertadores.

"Um dia antes do jogo, chamei ele no quarto e conversamos. Sei o que estava passando. Tem coisas que a gente não precisa colocar mais pressão. Ele tinha que entrar em campo e desfrutar. Passei por isso quando cheguei ao Palmeiras e sei a responsabilidade, ainda mais com essa idade. É um menino que tem muita qualidade e está crescendo cada vez mais, com confiança. Vai nos ajudar muito, com certeza", explicou.

Por fim, Raphael ainda avaliou a sua fase atual, com artilharia do Palmeiras na temporada e títulos conquistados como protagonista: "Estou em constante crescimento. Cada dia que passa procuro melhorar. Todo mundo tem algo para nos ensinar. Acho que estou no melhor momento, mas isso não quer dizer que esteja acomodado. Sei que tem muita coisa para acontecer na minha carreira".

"Eu sou um cara tranquilo. O Abel tem me ensinado muito. Ele fala que a gente não é tão ruim quanto as pessoas falam, e também não somos tudo isso quando falam que somos bons. Eu procuro manter isso. Acho que esse equilíbrio tem sido fundamental. Já fui muito criticado no Palmeiras. Lógico que, em alguns momentos, acabava sentindo, mas não me deixei levar pelas críticas. Hoje, não vou me deixar levar pelos elogios. Sei o que sou e posso fazer, então essa consciência é o principal para eu atingir os objetivos", concluiu.

O Palmeiras retorna aos gramados na quarta-feira, às 19h30 (de Brasília), quando visita o Flamengo. A partida, que será disputada no Estádio do Maracanã, é válida pela 3ª rodada do Campeonato Brasileiro.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*