Carregando...

Marcos Braz rechaça saída de Paulo Sousa do Flamengo e trata pressão "com naturalidade"

Marcos Braz está crente que o início de temporada do Flamengo não foi a esperado. Além dos resultados, o vice-presidente do clube também citou o nome do treinador Paulo Sousa. O comandante português vem sendo questionado, mas o dirigente rechaçou a saída dele.

"O ano não foi com um começo muito da maneira que a gente gostaria em relação aos resultados. É um projeto novo, a gente contrata mais uma vez um técnico estrangeiro, com toda capacidade do corpo técnico", disse, em entrevista ao Redação SporTV.

  • Meia do Flamengo tem fratura confirmada e passará por cirurgia
  • Vai lotar o Maracanã? Torcida do Flamengo esgota três setores para jogo contra o São Paulo, no domingo
  • As notícias do dia você acompanha na capa do Terra; confira!

"O que interesse é que o Paulo tem o apoio total da diretoria. A gente entende que ele precisa de tempo. A pressão aqui no Flamengo não é comigo, é com qualquer um. Num futuro, num próximo vice-presidente, serão as mesmas pressões. A gente trata isso com naturalidade", completou.

Semana passada, Paulo Sousa não escondeu seu incômodo oor especulação sobre Jorge Jesus. "Temos que entender que é normal que os torcedores tenham simpatia por alguém, o que não é normal é ter uma certa direção passional por A ou B, por treinador A ou jogador B. Isso não me parece respeitoso mesmo por vocês da imprensa. Mas a nós não afeta", disse.

Braz ainda declarou que, se as cobranças forem de forma pacífica e sem ofensas, não vê problemas. Mas, se as diretrizes éticas tomarem outros rumos, os argumentos viram problemas.

"Essa questão de questionamento, no dia a dia de treinamento, dentro de um tom correto, de maneira educada, eu não vejo problema nenhum. Paulo não tem 11 titulares, ele tem 30 e deixa isso claro", finalizou.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*