Carregando...

Alonso aponta problema no motor que custou "3º ou 4º lugar" no Canadá: "Era possível"

Fernando Alonso
Fernando Alonso
Foto: Alpine / Grande Prêmio

Fernando Alonso prometeu que marcaria pontos novamente no GP do Canadá e cumpriu, mas o espanhol deixou a pista após a corrida deste domingo (19) lamentando uma falha de motor na Alpine que o impediu de lutar por uma posição melhor que a sétima. A equipe francesa ainda se atrapalhou na hora do safety-car virtual para chamá-lo aos boxes, complicando ainda mais as intenções de Alonso em Montreal.

O bicampeão, que alinhou em segundo ao lado de Max Verstappen, até disse que atacaria o holandês na primeira curva, mas optou por uma largada mais conservadora, defendendo-se das investidas de Carlos Sainz e manteve a posição original.

  • Leclerc é punido com dez posições no grid do Canadá
  • Aston Martin F1 satisfeita com atualização polêmica
  • As notícias do dia você acompanha na capa do Terra; confira!

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Verstappen e Alonso após a classificação: espanhol sonhou com pódio no Canadá (Foto: Dan Mullan/Getty Images/Red Bull Content Pool)

"Não tivemos muita sorte com o safety-car virtual", explicou Alonso. "Quando finalmente decidimos ir para os boxes, já era um pouco tarde, foi exatamente no momento em que o carro de segurança saiu. Então decidimos ficar na pista", acrescentou, lamentando o infortúnio. "Dez segundos mais e teria sido o suficiente. Quem veio atrás teve mais sorte mais uma vez", completou.

Na volta 20, Alonso começou a ter um problema com o sistema de bateria do motor. Com isso, toda a vantagem que a Alpine tinha nas retas se esvaiu. "Eu estava falhando no meio das retas e perdia cerca de 0s8 por volta, tendo de ultrapassar nas curvas."

"O ponto muito positivo é que o carro estava muito rápido, e se não fosse o problema de motor estaríamos em terceiro, à frente de Lewis naquele momento da corrida. Estávamos administrando a diferença para Carlos [Sainz] e Verstappen. Assim, sem o problema do motor, terceiro ou quarto era possível, mesmo com o safety-car", finalizou.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*