Carregando...

Ferrari diz que Leclerc "vai poder atacar" com novo motor: "Vamos recuperar pontos"

Leclerc vai poder atacar com novo motor, acredita Binotto
Leclerc vai poder atacar com novo motor, acredita Binotto
Foto: AFP / Grande Prêmio

F1 2022: FIA VAI INTERVIR NOS QUIQUES. QUEM GANHA (E PERDE) DE VERDADE NESSA HISTÓRIA?

Após largar do fundo no pelotão no GP do Canadá e conseguir escalar o grid até o quinto lugar, Charles Leclerc está pronto para partir para cima dos adversários com o novo motor Ferrari instalado em seu carro na corrida de Montreal. Pelo menos é o que acredita o chefe da equipe, Mattia Binotto, que comentou sobre o planejamento do time italiano para que o monegasco saísse em último no Circuito Gilles Villeneuve.

  • Leclerc é punido com dez posições no grid do Canadá
  • Red Bull suspende vínculo com Vips após comentários racistas em live na Twitch
  • As notícias do dia você acompanha na capa do Terra; confira!

Binotto explicou que a decisão de trocar o motor de Leclerc foi tomada logo após a corrida do Azerbaijão — quando o #16 quebrou e viu Max Verstappen garantir mais uma vitória para a Red Bull. Assim, Charles teve tempo para se controlar mentalmente, principalmente em relação ao grande número de ultrapassagens que precisaria fazer.

Binotto espera que Leclerc possa recuperar pontos que a Ferrari deixou escapar em 2022 (Foto: Scuderia Ferrari Press Office)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

"Foi algo que decidimos rapidamente depois de Baku, então ele já estava ciente muitos dias antes [que iria largar em último]", afirmou Binotto. "Então, ele teve tempo para digerir e se preparar para o final de semana. É certamente frustrante para o piloto, e a corrida requer que você controle bastante a paixão, o que foi o caso. Porque algumas vezes você quer ultrapassar quando não pode, por causa da velocidade na reta ou a temperatura dos pneus", avaliou.

Ao final da corrida, o quinto lugar foi considerado um bom resultado pela equipe, admitiu Binotto. Além dos pontos somados pelo monegasco, a nova unidade de potência instalada em seu carro é um alento para a Ferrari, que precisa recuperar o terreno perdido nos dois campeonatos em andamento na F1 — em que Verstappen e Red Bull lideram.

"Nós limitamos os danos começando no fundo do grid, e terminar em quinto ainda é um bom resultado", observou Binotto. "Agora, temos uma unidade de potência nova para as próximas corridas. As quatro etapas antes da pausa de verão certamente serão importantes para ele [Leclerc], que vai poder atacar e vamos tentar recuperar alguns pontos aonde pudermos", finalizou.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*