Carregando...

Russell celebra "ritmo incrível" na Holanda e vê Mercedes "bem perto do degrau mais alto"

Russell ficou com a segunda colocação do GP da Holanda (Foto Mercedes)
Russell ficou com a segunda colocação do GP da Holanda (Foto Mercedes)
Foto: Grande Prêmio

George Russell anotou mais um pódio na temporada 2022 da Fórmula 1 com o segundo lugar no GP da Holanda, realizado neste domingo (4), e o ritmo de corrida do W13 deixou o inglês bastante confiante para as próximas corridas. O #63 acredita que a Mercedes está cada vez mais perto de vencer pela primeira vez na temporada.

Alinhado em sexto, Russell fez boas ultrapassagens ao longo da prova e ainda contou com a estratégia na parte final, com os pneus macios, para deixar para trás o companheiro de equipe, Lewis Hamilton, e terminar a corrida em Zandvoort atrás apenas de Max Verstappen, o vencedor da etapa.

  • Verstappen leva torcida à loucura em Zandvoort e conquista pole do GP da Holanda
  • Red Bull recebe proposta da Honda e coloca acordo com Porsche em dúvida na F1
  • As notícias do dia você acompanha na capa do Terra; confira!

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

George Russell vê Mercedes mais perto de Ferrari e Red Bull (Foto: AFP)

"Acho que, como equipe, mostramos um ritmo incrível hoje", destacou o piloto na entrevista após a corrida. "O resultado final não foi o que esperávamos, mas isso nos dá muita confiança para o futuro", acrescentou.

"É incrível ver três equipes diferentes [no pódio], e estamos nos aproximando cada vez mais do degrau mais alto", completou o piloto. Verstappen, com a Red Bull, e Charles Leclerc, de Ferrari, ocuparam as demais posições.

Sobre o resultado nem tão bom para a base em Brackley, Russell referia-se ao quarto lugar de Hamilton, que acabou se tornando presa fácil com pneus médios diante dos adversários calçados com compostos macios e novos — escolha, inclusive, que deixou o heptacampeão enfurecido com a Mercedes.

Um dos pilotos que ultrapassaram Hamilton foi o próprio Russell, numa manobra que deve ter deixado muitos torcedores da equipe alemã apreensivos, mas o jovem inglês tratou de amenizar qualquer possível conflito entre a dupla. "Gostamos de andar perto um do outro, como sempre", finalizou.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*

Últimas notícias








Calendar