Carregando...

São Paulo joga em busca de virada para ir à final da Sul-Americana e salvar a temporada

Sob o fantasma do rebaixamento no Brasileirão e muito perto de ser eliminado na Copa do Brasil, o pressionado São Paulojoga todas as suas fichas na Sul-Americana. Como levou 3 a 1 no duelo de ida, em Goiânia, o time de Rogério Cenirevê o Atlético Goianiense nesta quinta-feira, às 21h30, no Morumbi, com a obrigação de ganhar por três gols de margem para carimbar a vaga na decisão do torneio continental. Vitória dos paulistas por dois gols leva a decisão para os pênaltis. Os goianos jogam com a prerrogativa de poder sofrer uma derrota simples.

A missão é apresentar bom futebol e resultado com o pensamento de afastar a crise. Os torcedores têm cobrado a equipe com frequência. Nem mesmo o ídolo Rogério Ceni escapou dos questionamentos. Foi chamado de burro, em Cuiabá, onde o São Paulo arrancou um empate na base da raça com os anfitriões, e até se desentendeu com um torcedor, que, segundo o técnico, lhe ofendeu com xingamentos.

  • Ceni se desentende com torcedor do São Paulo e tenta tomar o seu celular
  • São Paulo arranca empate com o Cuiabá pelo Brasileirão
  • As notícias do dia você acompanha na capa do Terra; confira!

Ir à decisão da Sul-Americana representará ao São Paulo a grande chance - se não a única - de conquistar uma taça nesta temporada. O time tricolor ganhou a competição em 2012. Aquele troféu foi o mais importante levantado pelo clube do Morumbi em uma década. A outra conquista nesse período foi o Paulistão em 2021.

"Sou obcecado por ser campeão, todo o grupo está, e espero que a gente consiga fazer isso", afirmou o lateral Igor Vinícius.

São Paulo, de Ceni, busca virada para ir à final da Sul-Americana Foto: Eraldo Peres/AP

A decisão será disputada no dia 1º de outubro, em Córdoba, na Argentina. Brasília seria a sede, mas a Conmebol mudou o palco da finalíssima a pedido da CBF em virtude da proximidade com as eleições gerais no Brasil, marcadas para o dia 2. Quem avançar, enfrenta o Independiente del Valle, do Equador.

Ceni aceita as críticas dos torcedores, que gritaram no último domingo "é quinta-feira", em menção à data do jogo mais importante do ano até o momento para os são-paulinos. Mas o treinador reconhece que sua equipe precisa apresentar um futebol muito melhor do que o mostrado há uma semana em Goiânia, onde vacilou.

"É ter controle, ter calma, controlar os nervos, e focar única e exclusivamente no resultado", disse o técnico. "Focar no primeiro gol, que acho que é muito importante para que o jogo se desenrole e o torcedor compre cada vez mais esse grito de vitória na quinta".

Cobranças no São Paulo

    As dúvidas são no gol e no ataque. O treinador não revelou se escalará Jandrei ou Felipe Alves. O primeiro tem a confiança de Ceni. Contudo, foi criticado por falhar em dois dos três gols marcados pelo Atlético-GO no jogo de ida.

    Na frente, a tendência é de que, embora tenha sido cortado da última partida em Cuiabá em decorrência de uma tendinite na coxa esquerda, Luciano jogue. É o que esperam os torcedores, já que o atacante é o vice-artilheiro do time em 2022, com 17 gols. Logo, se não atuar, a missão são-paulina se tornará ainda mais complicada no Morumbi. Miranda também deve retornar e formar a zaga com Diego Costa e Léo. Ferraresi é opção caso o veterano continue fora.

    SÃO PAULO X ATLÉTICO-GO

    SÃO PAULO: Felipe Alves, Diego Costa, Miranda (Ferraresi) e Léo; Igor Vinicius, Gabriel Neves, Rodrigo Nestor, Patrick e Reinaldo; Luciano e Calleri. Técnico: Rogério Ceni.

    ATLÉTICO-GO: Renan; Dudu, Wanderson, Klaus e Jefferson; Baralhas, Marlon Freitas, Edson Fernando e Jorginho; Wellington Rato e Churín. Técnico: Eduardo Baptista.

    Juiz: Dario Herrera (Argentina).

    Horário: 21h30.

    Local: Estádio do Morumbi.

    TV: Conmebol TV.


    Deixe uma resposta

    Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*