Carregando...

Ocon diz que Alpine "mostrou do que é capaz" no Japão e destaca pilotagem: "Puro prazer"

Ocon viu novo assoalho da Alpine funcionar no Japão e alcançou melhor resultado de 2022
Ocon viu novo assoalho da Alpine funcionar no Japão e alcançou melhor resultado de 2022
Foto: AFP / Grande Prêmio

O novo assoalho introduzido pela Alpine no GP de Singapura não trouxe grandes vantagens para a equipe no apertado circuito de Marina Bay, mas o último fim de semana da Fórmula 1 não deixou dúvidas sobre o acerto dos franceses. Esteban Ocon chegou em quarto no GP do Japão, garantindo o melhor resultado do ano no time de Enstone, enquanto Fernando Alonso finalizou em sétimo — o que devolveu à equipe o quarto lugar no Mundial de Construtores, antes perdido para a McLaren.

Ocon destacou a importância de ter um carro confiável e elogiou bastante o monoposto da Alpine na última corrida. Enquanto a pista do GP de Singapura não permitiu à equipe subir de nível e trouxe apenas informações sobre a nova peça, as curvas rápidas do Circuito de Suzuka se aliaram à melhoria e potencializaram o conjunto do time francês.

F1: Red Bull descumpriu o teto orçamentário. E agora, FIA? TT GP #73 | Drugovich e Fittipaldi na F1 + Red Bull acima do teto de gastos Piloto é levado ao hospital em estado grave após acidente no WSSP 300

"Acho que era uma questão de tempo até conseguirmos mostrar realmente do que o carro era capaz", explicou Ocon ao portal Autosport, após ser questionado sobre a eficiência do novo assoalho. "Pudemos fazer isso, no geral, neste fim de semana [no GP do Japão] — fomos rápidos em todas as condições. Tem sido ótimo, é um puro prazer pilotar esse carro na classificação e na corrida. Temos algumas coisas para rever, mas marcamos pontos, o que é importante", salientou.

Ocon não permitiu a ultrapassagem de Hamilton e segurou o quarto lugar até o fim em Suzuka
Ocon não permitiu a ultrapassagem de Hamilton e segurou o quarto lugar até o fim em Suzuka
Foto: AFP / Grande Prêmio

Mas se engana quem pensa que o francês teve uma jornada simples rumo ao quarto lugar. Ocon precisou se defender durante grande parte do tempo dos ataques de Lewis Hamilton, que tinha dificuldades para ultrapassar o francês e seguia o carro da Alpine de muito perto. No fim, o plano deu certo e Esteban conseguiu segurar o britânico para alcançar 12 pontos e seu melhor resultado de 2022.

"Definitivamente, foi duro", admitiu Ocon. "Eu estava olhando mais para trás do que para frente nessa corrida. Sabíamos que seria difícil manter as Mercedes atrás. Mas conseguimos, então fico muito, muito satisfeito. Parecia que sairíamos sem pontos de nossa posição de largada naquelas condições, mas no fim, acho que foi uma boa tarde para nós", ressaltou.

Do outro lado da garagem, Fernando Alonso também fez questão de destacar o rendimento do carro francês em Suzuka e vê a corrida como a melhor do ano para o time francês, junto ao GP da Bélgica — quando terminou em quinto e viu Ocon concluir a prova em sétimo.

Além disso, o espanhol não demonstrou muita preocupação com a perda do quarto lugar para a McLaren em Singapura — a Alpine já recuperou o posto no Japão e abriu 13 pontos de frente para os ingleses.

Alonso quer entender motivos por trás de ritmo forte em Japão e Bélgica
Alonso quer entender motivos por trás de ritmo forte em Japão e Bélgica
Foto: Toshifumi Kitamura/AFP / Grande Prêmio

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

"Acho que aqui [Suzuka] e em Spa. Dois circuitos muito similares em termos de eficiência", destacou Alonso. "Spa e Suzuka foram nossos melhores finais de semana até aqui em termos de performance. Precisamos ver o que está por trás desses resultados. O carro esteve ótimo durante todo o fim de semana, então não sei se foi o assoalho que introduzimos em Singapura, mas não tivemos problemas. Parecemos competitivos", avaliou.

"Acho que Singapura foi um ponto fora da curva, porque tivemos uma grande perda de pontos lá", pontuou. "Mas acho que será muito, muito apertado até Abu Dhabi", finalizou o bicampeão.

A Fórmula 1 volta às atividades com a disputa do GP dos Estados Unidos, em Austin, marcado para acontecer entre os dias 21 e 23 de outubro.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

+Os melhores conteúdos no seu e-mail gratuitamente. Escolha a sua Newsletter favorita do Terra. Clique aqui!


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*