Carregando...

Economia criativa: ES terá o primeiro hub público de negócios com investimento de R$ 13 milhões - Cidades - R7 Folha Vitória

Foto: Hélio Filho/Secom

O Espírito Santo terá o primeiro hub público de negócios. O HUB ES+ ficará na Praça Costa Pereira, no Centro de Vitória, e irá oferecer cursos, palestras e outras iniciativas para promover ideias inovadoras que impulsionem a economia criativa no Estado.

Ao todo, serão investidos R$ 13 milhões para incentivar a economia criativa e a cultura. Nesta terça-feira (19), o governo do Espírito Santo lançou o projeto do concentrador de negócios, que está previsto para ser inaugurado em agosto.

Entre as propostas do HUB ES+ está a criação de redes de colaboração entre as iniciativas da economia criativa e da inovação para integrar ações das Secretarias de Inovação e Desenvolvimento (Sectides) e da Cultura (Secult).

“Juntamos inovação com cultura, algo que é uma tendência mundial. Assim vamos concebendo um novo modelo para nosso Estado, tudo junto e misturado. São muitas informações, mas em um eixo central claro, com diversos locais de convivência entre pessoas com vários talentos, criando oportunidades”, afirmou o governador, Renato Casagrande.

Para o secretário de Estado da Cultura, Fabricio Noronha, a cultura, a economia criativa e a inovação têm em comum a capacidade de criar oportunidades e renda para os capixabas.

"Estamos integrando as ações da Secult e da Sectides para que, no espaço físico do HUB ES+, potencialize o acesso a conhecimentos novos e já atuantes empreendedores por meio de diversas ações no local”, disse.

O secretário de Estado de Inovação e Desenvolvimento, Ricardo Pessanha, disse que o hub e os projetos reforçam a união entre o Governo e as instituições que fazem parte da Mobilização Capixaba pela Inovação (MCI) em torno do fortalecimento do ecossistema de inovação.

“O Hub ES+ será um verdadeiro mix de arte e cultura com a ciência, a tecnologia e a inovação e, além disso, sua localização fortalece também outra importante ação de nosso governo, que é a revitalização do Centro de Vitória”, pontuou.

O HUB ES+ também irá sediar o Programa de Inteligência Computacional Aplicada (I2CA). O projeto já em funcionamento propõe desenvolver pesquisas para benefício fundamentalmente da indústria nas áreas de Cognição Visual Artificial, Mobilidade Autônoma, e Interação Autônoma Inteligente, entre outras correlatas e pertencentes à grande área de Inteligência Computacional. Atualmente conta com parceria da ArcelorMittal, Ufes, Ifes e Startups.

Fapes lança edital para apoiar ideias inovadoras de negócio de impacto socioambiental

Durante o evento, a Fapes anunciou o lançamento do “Edital de Apoio à Negócios de Impacto Socioambiental Inovadores Capixabas” que pretende alavancar o mercado do setor.

Além disso, foi realizado um convênio com o Sebrae para o lançamento do Programa de Fortalecimento dos Habitats de Inovação e de novas atividades para implementação do Programa Seedes (Startup e Empreendedorismo Estadual em Desenvolvimento no Espírito Santo).

A chamada pública irá oferecer apoio financeiro para propostas de empreendimentos que podem gerar impacto socioambiental e trazer resultado financeiro positivo e de forma sustentável. As inscrições começaram nesta terça-feira (19) e podem ser realizadas até 15 de junho pelo site www.sigfapes.es.gov.br.

A iniciativa pretende promover o desenvolvimento e o aprimoramento de produtos (bens ou serviços) e de processos inovadores visando a solução ou redução de problemas socioambientais no Espírito Santo.

Como será a seleção?

O edital vai selecionar as propostas em dois ciclos distintos, sendo o primeiro composto por quatro etapas. A Etapa 01 irá selecionar 60 propostas e, desse total, 20 serão contratadas ao final das quatro etapas de seleção, encerrando o primeiro ciclo.

Os 20 contemplados no primeiro ciclo receberão R$ 70 mil cada, via subvenção econômica, e irão para seleção do segundo ciclo que contemplará sete projetos que receberão cerca de R$ 100 mil cada, também via subvenção econômica.

Quem pode inscrever propostas?

De acordo com a diretora-presidente da Fapes, Cristina Engel, podem submeter propostas pessoas físicas, proponente sem empresa constituída, ou jurídicas, proponente com empresa constituída.

“É muito fácil comprovar a vocação do Espírito Santo para as ações de inovação. Prova disso são os números de submissões que recebemos em nossos editais destinados ao empreendedorismo inovador e o quanto cresceu o ecossistema nos últimos anos de investimento”, destacou.

O edital com todos os detalhes do processo de inscrição está disponível no site fapes.es.gov.br.

Cristina destacou que a parceria com o governo do Estado tem como objetivo otimizar os recursos e atingir o maior número possível de pessoas para incrementar a economia do Espírito Santo.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*