Carregando...

Vulcão espanhol tem novo fluxo de lava e preocupa especialistas - Notícias - R7 Internacional

O vulcão Cumbre Vieja, localizado na Ilha de La Palma, na Espanha, passou a ter nesta quinta-feira (25) um novo fluxo de lava, que atingiu um cemitério e uma usina solar fotovoltaica. A atividade vulcânica começou há mais de dois meses, em 19 de setembro.

O rio de rocha fundida surgiu no início da manhã e desce em paralelo ao décimo fluxo registrado, indo em direção a uma área com algumas casas já desocupadas e plantações, segundo explicou Miguel Ángel Morcuende, diretor técnico do Plano Especial de Proteção ao Risco Vulcânico das Ilhas Canárias (Pevolca).

O novo rio de lava, segundo o especialista, é apontado como "uma má notícia", porque está atingindo áreas que não tinham sido afetadas anteriormente e "está destruindo tudo o que encontra no caminho", apesar de uma recente redução na velocidade.

Pesquisadores e técnicos estão monitorando o fluxo iniciado hoje e se reuniriam para analisar a trajetória.

Além disso, está sendo constatado um aumento da taxa de emissão de lava, com aumento da ramificação de canais, segundo explicou Morcuende.

Já quanto à atividade sísmica, o terremoto de maior magnitude registrado hoje foi de 3,9 graus na escala Richter, a 11 quilômetros de profundidade.

Os tremores seguem sendo ocorrendo em níveis baixos e não há sinais de significativas deformações no terreno.

A taxa de emissão de dióxido de carbono ligada à erupção segue sendo considerada alta, de 30 mil toneladas por dia, embora seja mantida a tendência de redução iniciada ainda em 23 de setembro deste ano, quatro dias após o início da atividade.

Nas últimas 24 horas, foi detectada uma elevada quantidade de gases no ar das áreas de Las Manchas e La Bombilla, na zona de exclusão criada ao redor do Cumbre Vieja. No restante da Ilha de La Palma, a situação é considerada boa ou razoavelmente boa.

De acordo com atualização mais recente, já foram atingidas pela lava do vulcão 1.484 edificações, sendo 1.195 de uso residencial, 160 de uso agrícola e 67 industrial.

Ao todo, 340,59 hectares de diferentes tipos de cultivos foram afetados.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*