Carregando...

Alemanha irá fornecer ajuda militar à Ucrânia com fabricantes de armas, diz chanceler

Embora as armas dos estoques tenham se esgotado, a Alemanha irá trabalhar com fabricantes de equipamentos militares privados para continuar ajudando a Ucrânia com seus pedidos de ajuda militar, disse o chanceler alemão Olaf Scholz nesta terça-feira (19).

“Pretendemos pagar por essas entregas”, afirmou Scholz em entrevista coletiva em Berlim. “Armas com impacto substancial” já foram entregues à Ucrânia, disse ele, acrescentando que a Alemanha ajudará trabalhando com fabricantes de armas para fornecer armamento antitanque e de defesa aérea a Kiev.

“Estamos prontos para tornar as coisas possíveis para a Ucrânia”, acrescentou.

Na última sexta-feira (15), Scholz pontuou que seu governo aumentará os gastos com assistência militar do país em 2022 para US$ 2,16 bilhões, dos quais grande parte será destinada à Ucrânia.

O chanceler da Alemanha foi criticado por seus parceiros de coalizão e pela oposição por sua “indecisão” e “falta de liderança” diante das demandas ucranianas por armas pesadas para combater a agressão russa.

Scholz disse que concorda com a avaliação dos aliados da Ucrânia de que “a Rússia pode não ganhar esta guerra”. Ele pediu a Moscou para “parar o bombardeio das cidades ucranianas e permitir um cessar-fogo imediatamente”.

“Retire seus soldados da Ucrânia e conduza negociações sérias com a Ucrânia. Pare com essa guerra horrível”, exigiu o chanceler alemão.


Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados*